Ministro tucano pode assumir relatoria de delação da JBS no Supremo

Articulista que vazou em O Globo delação de Joesley Batista diz que existe articulação no STF para que relatoria do caso saia do ministro Fachin para  Alexandre Moraes, ex-ministro da Justiça e indicado por Temer...

293 0

Articulista que vazou em O Globo delação de Joesley Batista diz que existe articulação no STF para que relatoria do caso saia do ministro Fachin para  Alexandre Moraes, ex-ministro da Justiça e indicado por Temer ao STF

 

Por Redação*                      Foto: Reprodução redes sociais

 

Na sessão de hoje do Supremo Tribunal Federal, os 11 ministros da casa devem decidir sobre a validade ou não do acordo de deleção premiada do grupo JBS, que envolveu o presidente Temer em diversas denúncias. E, segundo Lauro Jardim, o jornalista de O Globo que vazou a delação, os ministros podem tirar a relatoria das mãos do atual relator, o ministro Édson Fachin, e passar para Alexandre Moraes, ex-ministro da Justiça de Temer e indicado por ele para o STF: “Há uma articulação em curso no STF, por parte de um ministro, para que Alexandre de Moraes seja o relator da delação da JBS”, escreveu em sua coluna, sem esclarecer se tal ministro é ou não Gilmar Mendes.

Julgamento de hoje — Além da possível discussão sobre mudança da relatoria, o STF deverá analisar hoje a legalidade do acordo de delação premiada. Os questionamentos foram feitos pela defesa do governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, um dos citados nos depoimentos de executivos da JBS. A questão que deverá ser debatida é a possibilidade de o magistrado avaliar o mérito das acusações, não só o cumprimento das formalidades para homologação, além dos benefícios concedidos pelo Ministério Público aos delatores.

 

*Com informações da coluna de Lauro Jardim



No artigo

x