“O sentimento geral da nação é: ‘Fica, Temer… na Rússia’”, dispara Gregório Duvivier em show

A frase foi dita, para deleite da plateia, em show realizado em parceria com o humorista português Ricardo Araúj Pereira. O encontro faz parte da terceira edição do "Experimenta Portugal - Arte e Cultura".

214 0

A frase foi dita, para deleite da plateia, em show realizado em parceria com o humorista português Ricardo Araújo Pereira. O encontro faz parte da terceira edição do “Experimenta Portugal – Arte e Cultura”.

Da Redação*

Gregório Duvivier (foto) e o humorista português Ricardo Araújo Pereira realizaram, na noite de quarta (21), na Unibes Cultural, o show “Um Português e um Brasileiro Entram num Bar”.

Logo de saída, o português mandou: “Vocês esperavam um espetáculo? Não contem com isso, somos duas pessoas falando uma com a outra e ficaremos sem assunto em breve”.

O encontro faz parte da terceira edição do “Experimenta Portugal – Arte e Cultura”, evento que promove a arte lusitana e conta com o apoio do Consulado Geral de Portugal.

“Vai ser um encontro cheio de altos e baixos”, completou Gregório em alusão à diferença de altura entre os dois, ambos colunistas da Folha.

A previsão de Ricardo, porém, não se concretizou. Quando não divagavam sobre algum assunto, era o público curioso, que só parou de fazer perguntas quando a produção avisou que o show teria que ser encerrado porque o estacionamento já estava fechando.

Uma mulher na plateia perguntou: “Gregório, bebeste, foi?”. Para fazer jus ao nome do espetáculo, aliás, só faltou mesmo a bebida alcoólica. A “conversa de bar” estendeu-se de posicionamentos políticos e pensamentos sobre ética no humor até questionamentos botequeiros-filosóficos como “quem veio primeiro, o ovo ou a galinha?”.

“A galinha, quando eu chamei”, era a frase conclusiva que o humorista português lia do livro “Caviar é uma ova”, de Duvivier. Em resposta, o brasileiro leu um conto do livro “Se Não Entenderes Eu Conto de Novo, Pá”, de Pereira, que foi seguido por uma mistura de aplausos e risos.

Ao ser questionado sobre a situação política de Portugal por um lusitano na plateia, o humorista (famoso em seu país pelo grupo Gato Fedorento), diz que pela primeira vez desde que ele se lembra o país está numa fase de crescimento econômico, mas completa com sua verve característica: “Com o caos que está em tantos países Portugal resolve crescer logo quando o mundo pode acabar!”.

Duviver aproveitou a deixa para dizer que “já aqui no Brasil está tudo bem, o país tá bem unificado. O sentimento geral da nação é ‘Fica, Temer… na Rússia!'”.

*Com informações da Folha

Foto: Campus Party Brasil



No artigo

x