Presidente da Eletrobras chama funcionários de “vagabundos” e “safados”

Em áudio gravado em reunião com sindicalistas, Wilson Ferreira Júnior, presidente da Eletrobras, usou termos depreciativos ao falar de chefias da empresa que pretende cortar  ...

248 0

Em áudio gravado em reunião com sindicalistas, Wilson Ferreira Júnior, presidente da Eletrobras, usou termos depreciativos ao falar de chefias da empresa que pretende cortar

 

Por Redação       Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

 

Em reunião para discutir o plano do governo Temer de cortar 40% das chefias da Eletrobras, o presidente da estatal federal, Wilson Ferreira Júnior, chamou os funcionários de “vagabundos” e “safados” num áudio gravado por sindicalistas. Segundo a transcrição feita pelo site G1: “São 40% da Eletrobras. 40% de cara que é inútil, não serve para nada, ganhando uma gratificação, um telefone, uma vaga de garagem, uma secretária. Vocês me perdoem. A sociedade não pode pagar por vagabundo, em particular, no serviço público”, disse Ferreira. Em outro trecho: “temos muito mais gerentes do que precisa. Temos um monte de safado, lamentavelmente, que ganha lá 30, 40 paus (mil reais). Tá lá em cima, sentadinho”.

Depois da divulgação do áudio, a assessoria de comunicação da empresa soltou nota oficial em que o presidente da empresa reconhece ter usado “expressões rudes”. E que fez vídeo interno pedindo desculpas. Os planos na Eletrobras são de redução do quadro de funcionários e outros cortes de custos, além da venda de imóveis administrativos e de distribuidoras de energia do grupo. Os sindicatos estão programando várias atividades em contraposição a essa política da empresa, com greves acontecendo por todo o país.



No artigo

x