Associação de skatistas tem documento provando que Augusta deveria estar fechada antes de atropelamentos

Presidente de entidade que organizou passeio em que skatistas foram atropelados diz que terá de fechar as portas se prefeitura mantiver multa de R$ 20 mil e evento passará a ser clandestino  ...

246 0

Presidente de entidade que organizou passeio em que skatistas foram atropelados diz que terá de fechar as portas se prefeitura mantiver multa de R$ 20 mil e evento passará a ser clandestino

 

Por Redação

 

Em entrevista exclusiva à Fórum, Dan Feitosa, presidente da Associação Go Skate Day, uma das organizadoras do evento em que skatistas foram atropelados em São Paulo, no último domingo, tem em mãos documento da Secretaria de Transportes da Prefeitura que diz que as vias deveriam estar interditadas a partir das 9h30 da manhã pela CET, inclusive a Rua Augusta, onde os atropelamentos ocorreram às 9h48.

Ele reconhece que o horário estipulado para o início do percurso era 10h30, que sua associação seguiu o combinado, mas que skatistas avulsos resolveram andar antes. “Mas a CET, para se eximir de falhas, recorreu à subprefeitura da Sé, e ficamos sabendo pelas mídias que seríamos multados em R$ 20 mil, mas ainda não fomos notificados. Se formos, vamos recorrer.”

Veja o documento abaixo:

Dan diz ainda que se a prefeitura de Doria mantiver a multa de R$ 20 mil, sua associação terá de fechar as portas. E que o evento de skatistas passaria a ocorrer de maneira clandestina, como em outros anos. “Este é a oitava edição da Go Skate Day, desde 2010 era clandestinamente, sem avisar, nunca deu erro. Este ano que a gente procurou a prefeitura, veio a ocorrer essa falha.”

Sobre os atropelamentos, Dan corrige a informação divulgada e afirma que são quatro pessoas machucadas e levadas a hospitais, não as três divulgadas pela Globo. Todos já receberam alta, mas duas pessoas ficaram em estado mais grave, uma teve de engessar o braço, e, outra, a perna.



No artigo

x