Greve Geral: Cresce a adesão às paralisações contra Temer e suas reformas

Nesta sexta-feira (30) o Brasil vai parar de novo em protesto contra a reforma trabalhista, da previdência e contra o governo de Michel Temer. Inúmeras categorias, entre elas metroviários, petroleiros e professores, vão cruzar...

365 0

Nesta sexta-feira (30) o Brasil vai parar de novo em protesto contra a reforma trabalhista, da previdência e contra o governo de Michel Temer. Inúmeras categorias, entre elas metroviários, petroleiros e professores, vão cruzar os braços. Confira a lista completa das categorias que paralisarão suas atividades e os protestos por todo o país 

Por Redação 

Centrais sindicais e movimentos sociais marcaram, para essa sexta-feira (30), mais uma greve geral, que será acompanhada de atos e manifestações por todo o país contra as reformas trabalhista e da Previdência, em tramitação no Congresso, capitaneadas pelo governo de Michel Temer.

Depois do sucesso da última paralisação, em maio, dirigentes das centrais sindicais acreditam que a greve possa, sim, surtir efeito para barrar as reformas.

“Tudo isso, com certeza, vai interferir na decisão dos parlamentares aliados pro ou contra as reformas. Eles terão de pensar se votam contra os trabalhadores, a favor de um presidente reprovado por quase 100% dos brasileiros, acusado de corrupção e formação de quadrilha, segundo a PGR”, afirmou Vagner Freitas, presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT).

Confira, abaixo, a lista completa das categorias que aderiram à greve até agora e as mobilizações que aconteceram em praticamente todas as capitais do país.

ACRE
– Bancários
– SINTEAC
– Urbanitários
– Correios
– ADUFAC
– SINDACS
– SINPOSPETRO
– SINTEST
– Auditores fiscais
– Vigilantes
— Às 8h tem ato em frente à escadaria do Palácio do Governo do Estado, em Rio Branco. Na sequência, deve ter caminhada até o centro da cidade.

ALAGOAS
– Bancários;
— Às 8h tem ato na Praça dos Martírios, centro de Maceió

AMAPÁ
— Às 8h tem ato na Praça da Bandeira, em Macapá.

BAHIA
– Ferroviários
– Petroleiros
– Químicos
– Servidores públicos federais; estaduais e municipais;
– Previdenciários;
– Correios;
– Vigilantes;
– Metalúrgicos;
– Comerciários;
– Professores;
– Sentir;
– Sindiferro;
– Sindicato dos profissionais em pesquisa;
– Sindiborracha;
– Sindicatos da agricultura familiar;
– Sintercoba;
– Sindalimentação
– Rodoviários que estão em fase de negociação final.
— 6h30 tem manifestação no Iguatemi
— 15h tem manifestação em Campo Grande, em Salvador

CEARÁ
– Transporte
– Educação
– Comércio e Serviço
– Metalúrgicos
– Servidores Públicos
– Bancários
– Rurais (CUT) vão reforçar os atos
— 9h tem concentração para o ato na Praça da Bandeira, em Fortaleza.

DISTRITO FEDERAL
– Metroviários vão parar 24 horas
– Rodoviários
– Urbanitários
– Trabalhadores em telecomunicação
– Bancários,
– Professores
– Correios
– Comerciários;
– Professores
– Saúde
– UnB
– Judiciário
– MPU
— Serão realizados atos descentralizados em várias cidades do entorno:
– 6h – Ato nas empresas Eletro Norte e Furnas / Setor Comercial Norte Q 6 Blocos B/C – Asa Norte
– 6h – Furnas, na Av. Noroeste Qn 431 Conjunto A C D, 214 – Samambaia Sul
– 8h – Ato frente ao Prédio da Oi, na SCS. Q. 2 Edifício Brasil Telecom Estação Telefônica Centro
– 8h – Ato em Formosa, concentração será na Praça Anisio Lobo
– 8h – Ato em Brazlândia, concentração Estacionamento do BRB (Quadra 3, Bloco B Lotes 6/10
– 9h – Ato no Paranoá, concentração será no Terminal Rodoviário
– 9h – Ato em Defesa da Educação, na Praça do Relógio – Taguatinga

ESPÍRITO SANTO
– Metroviários
– Metalúrgicos
– Professores
– Construção civil
– Eletricitários,
– Comerciário,
— 12h tem ato na Assembleia Legislativa, em Vitória.

GOIÁS
— A concentração para o ato será a partir das 8h, na Praça Cívica, em Goiânia.

MARANHÃO
– Urbanitários
– Servidores Federais
– Servidores Estaduais
– Professores das redes estadual, municipal e Universidades
— 6h30 – Concentração em frente ao Porto de Itaqui e ato político na sequência

MINAS GERAIS
– Educação
– Saúde
– Bancários
– Aeroviários
– Urbanitários
– Metroviários
— 9h, começa a concentração para o ato será na Praça da Estação, na Avenida dos Andradas, em Belo Horizonte.
— 9h, tem ato também na Praça da Estação, em Juiz de Fora.

MATO GROSSO
– Bancários
– Educação
– Servidores Federais
– Rodoviários,
— 15h, tem ato na Praça Ipiranga, centro de Cuiabá.

MATO GROSSO DO SUL
– Educação
– Bancários
– Construção Civil
– Servidores Públicos Estaduais e Federais
— 9h – Ato na Praça Ary Coelho, no centro de Campo Grande

PARÁ
— 11h tem ato na Praça da República, com caminhada para o bairro São Brás.
— 8h, em Altamira, concentração para o ato no Mercado Municipal.
— Em Santarém, a paralisação será puxada pelo Fórum Sindical e Popular, que congrega 27 entidades. A concentração do ato será em frente à Praça São Sebastião. De lá, os manifestantes devem seguir até a Câmara Municipal.
— 7h30, em Marabá, tem concentração em frente ao estádio Zinho Oliveira, de onde partirão em caminhada até o bairro Cidade Nova.
— 7h, em Marituba, região metropolitana de Belém, os manifestantes se concentrarão às 7h na entrada da Alça Viária.

PERNAMBUCO
– Bancários
– Metroviários
– Metalúrgicos
— 15h ato Político-Cultural, Arraiá da Greve Geral, na Praça da Democracia, no Derby, em Recife.

PIAUÍ
— 8h inicio a concentração para o ato na Praça Rio Branco, em Teresina.

PARANÁ
– Motoristas e cobradores de ônibus
– Correios
– Garis
– Servidores municipais
– Bancários
– Petroleiros
– Técnicos da Saúde
– Servidores da Justiça Federal
– Vigilantes
– Metalúrgicos
– Professores e todo pessoal da Educação
— Em Curitiba, a CUT, demais centrais e movimentos sociais promoverão atividades durante todo o dia com suas bases.
— Às 12h – grande concentração na Boca Maldita
— Araucária – 8h30 em frente à Prefeitura
— Cascavel – 8h30 na Unioeste (palestra) / 10h ato público no Núcleo Regional de Educação
— Foz do Iguaçu – 8h no Bosque Guarani
— Guarapuava – 8h30 na Praça 9 de Dezembro
— Londrina – 9h no Calçadão
— Maringá – 9h em frente ao INSS.
— Paranavaí – 9h em frente à Prefeitura
— Ponta Grossa – 8h30 na Praça Barão de Guaraúna

RIO DE JANEIRO
– Petroleiros
– Bancários
– Professores
– Universidades
– Servidores públicos estaduais e municipais
– Metalúrgicos
– Vigilantes
— 17h tem ato na Candelária

RIO GRANDE DO NORTE
— 7h30, em Currais Novos, concentração em frente à Rodoviária
— 8h, em Caicó, concentração na Praça da Alimentação e caminhada até o Centro Administrativo
— 15h, em Mossoró, tem ato em frente a Igreja do Alto de São Manoel.
— 15h, em Natal, Concentração em frente ao IFRN (Salgado Filho) e caminhada até Mirassol
RONDÔNIA
— 8h, tem concentração para o ato na Praça das Três Caixas D’Água, em Porto Velho.
— 15, em Ji-Paraná, ato com passeata. Concentração na Rua Idelfonso da Silva e caminhada até a Praça do Trevo

RORAIMA
– Professores da UFRR
– Às 6h concentração em frente ao IBAMA, Av. Brig. Eduardo Gomes
– Às 9h carreata saindo do Centro Cívico, em Boa Vista

SERGIPE
– Rodoviários.
– Às 14h tem concentração para o ato na Praça General Valadão, em Sergipe.

SANTA CATARINA
– Rurais
– Fetraf-SC
– Sinasefe Seção IFSC
– Sindsaúde/ SC
– Sintrasem
– SINTUFSC
– Sindpd – Ciasc
– SINDPD -Dataprev
– SINDPD – Serpro
– Sintaema – CASAN
– SINTECT
– SITESPM-CHR
– SISME
– SINDI-SJCR
– Sintrajusc
– Sintespe
– Sindprevs
– UFFS (Chapecó – Técn.)
– Sinergia
– Sinte SC
– SINPSI/SC
– Auditores Fiscais
– SEEB – Bancários
– Sintraseb Blumenau
– Sitespm-CHR – Chapecó
– Sinsej Joinville
– Sintram – São José
Chapecó 9h – Trevo da BR 282
— Florianópolis – 15h – Ticen
Lages – 16h30 – Calçadão Pça João Costa
— Ararangua – 8h – Em frente ao INSS
Caçador – 9h – Largo Caçanjurê
Itajaí – 5h – Centro
Joinvile – 14h – Praça da Bandeira
Blumenau – 13h30 – Praça Victor Konder
Campos Novos – 8 h – BR 282/BRF
Rio do Sul – 9h – Praça da Catedral, BR 470

SÃO PAULO
– Metroviários
– Petroleiros
– Bancários
– Professores
– Saúde
– Ferroviários vão parar a linha 8 diamante/esmeralda
— Às 16h tem início a concentração para o ato será a partir, em frente ao vão  livre do MASP, na Avenida Paulista, na capital.
ABC
— Metalúrgicos do ABC farão ato em frente ao Sindicato, em São Bernardo do Campo e às 9h sairão em caminhada até a Praça da Matriz.
— Químicos ABC vão parar principais empresas em Santo André, Diadema, São  Bernardo, Mauá e Rio Grande da Serra.- Professores do ABC
— Professores da rede particular do ABC também vão paralisar suas atividades
ARARAQUARA
— 7h tem concentração na Praça Santa Cruz
— 9h tem marcha pela Avenida São Carlos
BAURU
— Das 6h às 9h, ato na Avenida Rodrigues Alves, em frente a Câmara Municipal
CAMPINAS
— 17h tem ato no Largo do Rosário
GUARULHOS
— 4h30 tem ato no Aeroporto de Cumbica
JUNDIAI
— 9h30, na Rua XV de Novembro, 336, centro de Jundiaí
MOGI DAS CRUZES
— 6h, na Praça Marisa, centro de Mogi das Cruzes
OSASCO
Bancários vão fechar as agencia na Avenida dos Autonomistas e Rua Antonio Àgu, ruas centrais da cidade
— Comerciários vão fechar as lojas no calçadão
— Professores de Osasco farão aula pública no calçadão
11h trem caminhada pelo calçadão de Osasco
RIBEIRÃO PRETO
— 9h tem ato na Rua Álvares Cabral, centro da cidade
— 11h tem concentração na Esplanada Pedro II
SANTOS
— 6h tem ato na Martins Fontes, entrada de Santos via centro da cidade
— 6h tem ato na Av. Presidente Wilson, em frente ao teleférico de São Vicente, na Baixada Santista
SÃO CARLOS
— 7h concentração na Praça Santa Cruz, rua São Bento, 1265)
— 9h marcha pelas ruas do centro da cidade
SÃO JOSÉ DO RIO PRETO
— 17h tem ato em frente ao terminal urbano
SOROCABA
– Rodoviários
– Metalúrgicos
– Químicos
— 8h passeata na Zona Norte
— 9h concentração na Praça Cel Fernando Prestes

TOCANTINS
– Educação
— Às 8h tem ato na Avenida JK, com concentração em frente ao Colégio São Francisco.

 



No artigo

x