Roberto Freire, ex-ministro de Temer, diz em entrevista que pode votar a favor do impeachment

Há grandes chances de uma deserção em massa de deputados nordestinos do apoio a Temer.

209 0

Após o deputado federal Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) declarar que votará para que a denúncia contra o presidente Michel Temer agora é a vez do presidente do PPS e ex-ministro da Cultura dizer algo no mesmo caminho.

A declaração foi dada ao programa Super Manhã da Rádio Jornal. Na conversa com o comunicador Geraldo Freire, o ex-ministro disse textualmente. “Eu estou caminhando também para uma posição dessas, mas como presidente do partido estou querendo discutir com a própria bancada para ver se existe uma posição de consenso”, afirma.

Freire também fez uma análise dura do atual cenário do país. Para ele, a confusão é geral do ponto de vista político. “Estamos vivendo um processo político em que todos os dias podemos ter supressa”, diz.

Freire foi um dos articuladores do impeachment de Dilma e um dos primeiros a defender a solução Temer para a presidência da República.

No Nordeste, todos que participaram do golpe contra Dilma estão tendo dificuldade para se relacionar com o eleitorado. O anúncio de rompimento de Roberto Freire deve ser analisado também neste contexto. Há grandes chances de uma deserção em massa de deputados nordestinos do apoio a Temer.



No artigo

x