Conta de Lula e Dilma nunca existiu, diz Joesley

Empresário da JBS afirmou que a suposta conta de US$ 150 milhões na Suíça era usada pela empresa para contabilizar suas doações eleitorais.

600 0

Empresário da JBS afirmou que a suposta conta de US$ 150 milhões na Suíça era usada pela empresa para contabilizar suas doações eleitorais.

Da Redação*

Novos depoimentos de Joesley Batista mostram que a suposta conta suíça com US$ 150 milhões em propinas para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a presidente deposta Dilma Rousseff nunca existiu.

Segundo o empresário, eram feitas transferências para o PT a partir daquela conta, que também foi usada para pagar despesas pessoais dele próprio, Joesley.

Com a repatriação aprovada após o golpe, os recursos foram legalizados e pertencem ao empresário – não a Lula ou Dilma; ou seja: era apenas a conta usada pela empresa para contabilizar suas doações eleitorais.

Abaixo, a nota de Lauro Jardim:

Sem extrato

Sabe a tal “conta-corrente” de US$ 150 milhões na Suíça que Joesley Batista disse que disponibilizou para Lula e Dilma Rousseff em 2014? Não se espere extrato dessas contas. Joesley tem dito que dava o dinheiro em reais quando Guido Mantega pedia, e “descontava” da tal conta suíça. O que teria sobrado serviu para ele comprar alguns bens e o resto foi repatriado em 2016

*Com informações Lauro Jardim e Brasil 247

(Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula)



No artigo

x