IstoÉ abandona Temer e pula pra canoa de Maia

A IstoÉ, que recebeu aumento de mais de 1000% de publicidade no governo Temer, parece ter abandonado o barco

300 0

Às vésperas da votação da admissibilidade da denúncia por corrupção passiva contra Michel Temer, as capas desta semana das revistas IstoÉ e IstoÉ Dinheiro anunciam que a empresa parece ter abandonado o barco do governo Temer.

O desencanto com o Brasil é o tema de capa da revista IstoÉ desta semana. “Imagem de felicidade que sempre esteve associada ao brasileiro contrasta com a apatia e desencanto do momento atual”, diz a matéria, assinada por Barbara Libório.

Do mesmo grupo da semanal, a IstoÉ Dinheiro traz críticas à gestão. “Com uma dificuldade cada vez maior para fechar as contas neste ano, o governo avalia uma nova rodada de alta de impostos.”

O tom destoa do conteúdo trazido nas capas depois do impeachment contra a presidenta Dilma Rousseff. No início do ano, por exemplo, quando as publicações traçavam um cenário extremamente positivo, de retomada econômica.Pelos números levantados em maio deste ano pelo blog O Cafezinho, a IstoÉ foi o veículo de comunicação que teve o maior aumento em verbas de publicidade do governo federal no último ano, com 1.384% de acréscimo em relação ao ano anterior. Bom lembrar que a IstoÉ concedeu a Temer o título de “Homem do Ano” em 2016 e fez a cerimônia na qual Sergio Moro e Aécio Neves sentaram-se juntos e trocaram sorrisos e gentilezas.

Leia também: 

Depois de aumento de mais de 1000% em publicidade, IstoÉ faz entrevista chapa-branca com Temer

Sindicato dos Jornalistas denuncia IstoÉ por demitir diretor da entidade

Lula processa Delcídio e IstoÉ por danos morais

 

 



No artigo

x