Médica que omitiu socorro a criança é denunciada por homicídio

Ministério Público fez a denúncia contra Haydee Marques da Silva por ela ter se negado a atender criança que veio a falecer, no Rio de Janeiro. Além da denúncia criminal, também foi pedida a...

111 0

Ministério Público fez a denúncia contra Haydee Marques da Silva por ela ter se negado a atender criança que veio a falecer, no Rio de Janeiro. Além da denúncia criminal, também foi pedida a suspensão do exercício profissional

 

Por Redação

 

O Ministério Público denunciou, nesta semana, a médica Haydée Marques da Silva pelo crime de homicídio doloso (com dolo eventual) por ter negado socorro a Breno Duarte da Silva. O menino de 1 ano e seis meses sofria de epilepsia, estava tendo uma crise e a ambulância em que a médica trabalhava foi chamada para prestar socorro. Ela se negou a atender e levar a criança ao hospital. Breno acabou falecendo.

A denúncia agora será analisada pela Justiça. Se aceita, a médica será julgada em crimes cujas penas podem ultrapassar 26 anos de prisão porque o crime teria sido cometido contra menor de 14 anos, com aumento de 1/3 na punição. O MP também pediu que ela seja suspensa do exercício profissional.

Não era pediatra — Pelo que foi denunciado, Haydée recusou-se a prestar atendimento a Breno alegando que não era pediatra. O paciente estava num quadro classificado como “urgência com prioridade”, que necessita de atendimento em 10 minutos. Com a recusa, permaneceu sem atendimento por mais de uma hora, até outra equipe chegar ao local. Ele morreu por “broncoaspiração maciça”, sendo a omissão da médica fator determinante para o óbito.

 



No artigo

x