Quero que eles mostrem um papel higiênico assinado, diz Lula

Em entrevista aos jornalistas José Trajano, Juca Kfouri e Antero Greco, que começou ao meio dia de hoje no canal de Trajano no Youtube, o ex-presidente Lula falou por mais de 2 horas sobre...

194 0

Em entrevista aos jornalistas José Trajano, Juca Kfouri e Antero Greco, que começou ao meio dia de hoje no canal de Trajano no Youtube, o ex-presidente Lula falou por mais de 2 horas sobre a sentença de Moro, o mandato como presidente etc. Acompanhe alguns dos principais trechos

 

Não desanimo

Não tenho o direito de desanimar, sei por que me perseguem, já fiz 71 anos, Deus já me deu mais que imaginei. Um cara que sai com 7 anos de Garanhuns para não morrer de fome e chega à presidência, o que posso querer mais? Mas a política é afrodisíaca, como dizia o Ulysses Guimarães e este país não merece passar pelo que está passando. Tenho a obsessão de voltar para provar que dá para recuperar esse país.

Sobre Dilma e o governo

Por muito tempo tentaram fazer o rompimento entre eu e a Dilma e não deu certo. Depois, ficaram apavorados com a possibilidade de eu ganhar a eleição e tinham de tentar me destruir.

Senzala

O velho Frias (Otávio, dono da Folha de S.Paulo falecido), me dizia: “o andar de cima não vai deixar que você saia da senzala.” Questionado por Juca Kfouri se não seria ingenuidade não levar a sério o que Frias dizia, Lula respondeu: “às vezes a gente não tem a compreensão necessária no momento em que as coisas acontecem.”

Manifestações de 2013

Tive uma conversa com o João Roberto Marinho (um dos donos da Globo) na casa do (Antonio) Palocci em 2013 para entender por que cobriram as manifestações de 2013 ao vivo, no horário da novela, coisa impensável, quando não fizeram isso nem na morte de Roberto Marinho. E ele disse que era uma questão do momento, as pessoas queriam, etc. E achou que eu ia acreditar nisso.

Obsessão e ganhar eleição

Estou tomando tiro de escopeta todos os dias, mas eles sabem que se tiver eleição e eu puder disputar posso ganhar a eleição…

Bolsonaro não disputa

Acho que Bolsonaro não disputa e se disputar não tem chance. Mesmo as pessoas que falam agora que votariam nele terão vergonha na hora de votar.

Doria é João trabalhador que não trabalha

Doria é o João trabalhador que não trabalha, mas agora terá de governar São Paulo, cumprir o que prometeu na campanha. A sorte dele é que não importa o que faça tem a imprensa unânime a seu favor.

Alckmin ou vão ter de inventar outro candidato

Acho que o candidato deles pode ser o Alckmin ou eles podem tentar inventar alguém novo.

Se Lula não for candidato

Se por qualquer motivo não puder disputar, o PT tem três governadores em Estados importantes. O Haddad também é um candidato possível, se ele quiser andar e amassar barro pelo país.

Em outro trecho diz que: figuras como Fernando Haddad, Fernando Pimentel e outros governadores do PT teriam condições de disputar a presidência, mas o atual cenário pede uma “liderança” já consolidada.

Erro na reeleição Dilma, não seria Lula o candidato

Sou fiel nas minhas relações. Jamais farei uma coisa que desrespeite o direito democrático de outros. O volta Lula (em 2014), eu achava constrangedor. O Ruy Falcão dizia que se eu quisesse ser candidato ele falaria com Dilma. A Marta dizia que era um erro, que eu devia ser o candidato. Mas a Dilma era a presidenta, nunca me procurou para discutir isso, então entendi que ela queria ser candidata. O importante é que ganhamos a eleição, a única coisa desagradável na campanha de 2014 foi o Aécio, que disseminou o ódio.

Alckmin mamou até os 14 anos

Disputei eleição com o Serra e foi civilizada. Já com o Alckmin não foi. Você lembra a agressividade dele, ninguém acredita no Alckmin bravo e ele me ofendia. E é estranho, o Alckmin tem cara de que mamou até os 14 anos, que empinou pipa na frente do ventilador. E ficava bravo.

Sentença de Moro

Não fiquei incomodado com a sentença, porque já tinha falado para ele no depoimento em Curitiba: você não tem como me absolver. A PF conta mentira no inquérito, depois o MP conta mentira na acusação. Achei que o Moro não ia aceitar a denúncia, mas aceitou. Já sabia o que ia acontecer.

Dallagnol na Disney

O Dallagnol (procurador do MPT chefe da Lava Jato) deve ter ido à Disney e assistido algo lá para criar a fantasia daquele PowerPoint. Eles estão presos um ao outro. Os acusadores não podem deixar de contar suas mentiras e a Globo não pode tirar isso da grade dela porque, senão, acaba a Lava Jato.

Preferiu assistir Corinthians e Palmeiras

Disse pra mim mesmo, não vou me preocupar com a punição. Na quarta-feira levei três companheiros para casa e abri uma garrafa de uísque e mandei comprar uns salgadinhos. Naquele momento estava mais preocupado com o jogo entre Corinthians e Palmeiras, porque da sentença eu já sabia o resultado faz tempo.

Papel higiênico assinado

Eu peço ao Moro, se estiver me ouvindo, aos procuradores e à PF, apresentem nem que seja um pedaço de papel higiênico assinado. O país não comporta viver com a quantidade de mentira que estão contando.

Relação com empresários

Não me arrependo a ter relação com nenhum empresário no meu período na presidência. Mas duvido que tenha um empresário neste país que possa dizer: o Lula me chamou no canto e pediu R$ 5.

 

Conversa com FHC

Tinha gente agora tentando marcar uma conversa minha com o Fernando Henrique Cardoso. E não tenho nada contra ele. Até marcamos numa casa de uma pessoa em comum e no dia seguinte toda a imprensa já estava sabendo. Assim não dá.

Esquema de comunicação da Lava Jato

A Lava Jato montou um esquema de comunicação que nunca houve. Tudo que eles fazem sai antes na imprensa. Juiz não pode se preocupar com a opinião pública. Mostrem alguma coisa que fiz. Não poder ter condenação teórica.

Lava Jato igual armas químicas no Iraque 

As mentiras da Lava Jato são como o com as armas químicas no Iraque. Eles inventam uma mentira e têm de ir até o fim. O Bush precisava atacar o Iraque e mentiu para todo o mundo. Na Lava Jato, eles trabalharam com tanta certeza de que iam encontrar algo e não encontraram. Levantaram até meu colchão e acharam que iam achar lá 1 trilhão de dólares.

Acredita no julgamento na segunda instância?

Cada jogo é um jogo. Vou acreditar na Justiça e em algum lugar serei absolvido. Tenho de acreditar na Justiça, senão vou sair fazer a revolução. Quantas vezes foram procurar conta minha lá fora, acharam do Serra, acharam do Aécio, por que não acharam a minha? Vai levar dez anos, mas eles têm de saber que vou até o fim para provar minha inocência.



No artigo

x