Volkswagen colaborou ativamente com a ditadura brasileira, diz estudo da própria empresa

Segundo relatório do historiador contratado pela própria empresa "o departamento de segurança atuou como um braço da polícia política dentro da fábrica da VW".

178 0

Da Redação*

Neste domingo (23), o jornal “Süddeutsche Zeitung” e as emissoras “NDR” e “SWR” noticiaram que a filial brasileira da Volkswagen colaborou ativamente com a ditadura no Brasil.

Segundo os veículos, há aproximadamente dois anos foi aberta em São Paulo uma investigação sobre a Volkswagen do Brasil para determinar a responsabilidade da empresa na violação dos direitos humanos durante a ditadura de 1964 a 1985.

O historiador Christopher Kopper foi quem coordenou o trabalho. Ele constatou a existência de “uma colaboração regular” entre o departamento de segurança da filial e a polícia política do regime.

Seu relatório revelou que “o departamento de segurança atuou como um braço da polícia política dentro da fábrica da VW”.

A filial brasileira também teria espionado seus trabalhadores e os entregado para serem perseguidos.

*Com informações do UOL.



No artigo

x