Bendine encontra o seu delator, Marcelo Odebrecht, na sede da PF

O ex-presidente do Banco do Brasil começou a ser investigado depois que foi delatado pelo empreiteiro, que diz ter pago a ele propina de R$ 3 milhões.

135 0

O ex-presidente do Banco do Brasil começou a ser investigado depois que foi delatado pelo empreiteiro, que diz ter pago a ele propina de R$ 3 milhões.

Por Redação*

Segundo informa a coluna de Mônica Bérgamo, Aldemir Bendine, deu de cara com seu algoz, Marcelo Odebrecht, quando chegou à sede da Polícia Federal, nesta quinta (27), em Curitiba. O ex-presidente do Banco do Brasil começou a ser investigado depois que foi delatado pelo empreiteiro, que diz ter pago a ele propina de R$ 3 milhões.

Marcelo, que está preso na PF, fazia reunião com seus advogados quando Cobra, apelido de Bendine nas planilhas da Odebrecht, chegou. O ex-presidente do BB olhou duro para o empreiteiro. E passou reto.

*Com informações da coluna de Mônica Bérgamo

Foto: Wilson Dias/ Agência Brasil



No artigo

x