Bolsonaro faz nova homenagem a torturador

Assim como fez na votação do impeachment de Dilma Roussef, o Deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), voltou a homenagear o coronel reformado Carlos Brilhante Ustra.

154 0

Assim como fez na votação do impeachment de Dilma Roussef, o Deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), voltou a homenagear o coronel reformado Carlos Brilhante Ustra.

Da Redação

Assim como fez na votação do impeachment de Dilma Roussef, o Deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), voltou a homenagear o coronel reformado Carlos Brilhante Ustra.

Desta vez, a homenagem aconteceu na conta do Twitter do deputado, em razão do aniversário do coronel Ustra (foto).

Ustra, que morreu aos 83 anos em 2015, foi reconhecido na primeira instância da Justiça como torturador no período da ditadura militar (1964-1985).

Em razão da primeira homenagem, Bolsonaro foi chamado a depor na Conselho de Ética da Câmara, por quebra de decoro parlamentar.

“Pela família e inocência das crianças que o PT nunca respeitou, contra o comunismo, o Foro de São Paulo e em memória do coronel Brilhante Ustra, o meu voto é sim”, proclamou Bolsonaro na ocasião do impeachment.

 



No artigo

x