Janot, mais uma vez, pede ao STF prisão e afastamento de Aécio Neves

Esse é o segundo pedido que o procurador-geral da República faz ao Supremo para que o tucano, investigado por corrupção e obstrução da Justiça, seja preso e afastado do Senado. Ele é acusado de...

165 0

Esse é o segundo pedido que o procurador-geral da República faz ao Supremo para que o tucano, investigado por corrupção e obstrução da Justiça, seja preso e afastado do Senado. Ele é acusado de pedir e receber R$2 milhões em propina da JBS

Por Redação 

Nesta segunda-feira (31), o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a prisão preventiva do senador Aécio Neves (PSDB-MG). Em maio, Janot já havia feito o mesmo pedido à Corte e, na época, Fachin negou a prisão mas determinou o afastamento do tucano do Senado. Em junho, no entanto, a relatoria do caso foi para as mãos do ministro Marco Aurélio, que autorizou a volta do parlamentar ao Senado, voltou a negar a prisão e devolveu seu passaporte.

Aécio é acusado de corrupção passiva e obstrução da Justiça. Ele passou a ser investigado depois que Joesley Batista, da JBS, revelou em depoimento que o tucano teria pedido e recebido R$2 milhões em propina. Em um dos áudios divulgados pelo empresário, Aécio chega a sugerir que se matasse seu próprio irmão, seu suposto agente para recebimento de propinas, caso houvesse o risco de uma delação premiada.

Com o novo pedido, caberá agora a Primeira Turma da Corte decidir sobre o assunto.

 



No artigo

x