Governador do PT teria exonerado secretários para votar a favor de Temer, diz jornal

De acordo com o Estadão, Rui Costa, governador da Bahia, teria exonerado dois secretários para que retomassem o mandato de deputado e ajudassem Temer a barrar a denúncia, como uma estratégia para impedir que...

103 0

De acordo com o Estadão, Rui Costa, governador da Bahia, teria exonerado dois secretários para que retomassem o mandato de deputado e ajudassem Temer a barrar a denúncia, como uma estratégia para impedir que Rodrigo Maia (DEM-RJ) assuma a presidência e fortaleça o prefeito de Salvador, que também é do DEM. Assessoria do governo não confirmou e disse que governador deve se pronunciar ainda hoje 

Por Redação 

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), teria exonerado dois secretários de governo para retomarem seus mandatos de deputado federal e votarem contra a denúncia que pesa contra Michel Temer na Câmara dos Deputados, e que será analisada nesta quarta-feira (2). As informações são do “Estadão Conteúdo”, agência de notícias do jornal O Estado de S. Paulo.

De acordo com a agência, teriam sido exonerados os secretários de Desenvolvimento Urbano, Fernando Torres (PSD), e de Relações Institucionais, Josias Gomes da Silva (PT) – ambos teriam a intenção de se abster da votação, o que favorece, no resultado final, a Michel Temer.

Apesar de declarar abertamente que é a favor da saída de Michel Temer do poder e da convocação de eleições diretas, a estratégia de Rui Costa seria impedir que Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara, assumisse a presidência da República. Caso a denúncia seja aceita, Temer é afastado e Maia assume a cadeira de chefe do Executivo. Como presidente, Maia fortaleceria Antônio Carlos Magalhães Neto (DEM), o ACM Neto, prefeito de Salvador e potencial rival de Costa para o governo da Bahia em 2018.

Procurada pela reportagem da Fórum, a assessoria de imprensa do governo da Bahia não confirmou a informação e disse que o governador deve se pronunciar ainda esta noite sobre o assunto através de suas redes sociais.

Atualização

Após a veiculação desta matéria, o governador Rui Costa postou um vídeo em suas redes sociais em que reafirma sua posição a favor das eleições diretas. De acordo com Costa, mesmo com Temer afastado, Rodrigo Maia não é a solução para o Brasil e, por isso, disse colocar seu cargo à disposição para uma eventual convocação de eleições diretas.

Pelo Twitter, a senadora Gleisi Hoffmann, presidenta do PT, disse que conversou com Rui Costa e o governador teria afirmado que os secretários foram liberados a pedido deles mesmos. Diferentemente do que foi informado pelo Estadão, Josias Gomes da Silva (PT), um dos secretários exonerados para reassumir o mandato, votará de acordo com a orientação da bancada, ou seja, a favor da denúncia contra Temer.



No artigo

x