Dilma: Deputados que salvaram Temer são os mesmos que deram impeachment fraudulento

Pelas redes sociais, a ex-presidenta comentou a votação na Câmara que enterrou a denúncia por corrupção contra Temer e salientou ainda que Cunha segue governando o país mesmo preso em Curitiba Por Redação...

159 0

Pelas redes sociais, a ex-presidenta comentou a votação na Câmara que enterrou a denúncia por corrupção contra Temer e salientou ainda que Cunha segue governando o país mesmo preso em Curitiba

Por Redação

A ex-presidenta Dilma Rousseff, vítima de um impeachment que resultou em um golpe parlamentar que a depôs, comentou pelas suas redes sociais o resultado da votação na Câmara, na quarta-feira (2), que impediu que o Supremo Tribunal Federal julgue o presidente Michel Temer pela denúncia de corrupção passiva.

“Os deputados que, ontem, salvaram o presidente golpista de ser julgado no STF por crime de corrupção são os mesmos que, no ano passado, deram início ao impeachment fraudulento”, postou Dilma no final da tarde desta quinta-feira (3).

Na nota, Dilma salienta ainda que, conforme adiantou o senador Renan Calheiros (PMDB-AL), o ex-deputado Eduardo Cunha segue fazendo suas articulações e governando mesmo preso em Curitiba.

Confira a íntegra de sua nota.

Os deputados que, ontem, salvaram o presidente golpista de ser julgado no STF por crime de corrupção são os mesmos que, no ano passado, deram início ao impeachment fraudulento.

São os mesmos que elegeram Eduardo Cunha para a presidência da Câmara. E são os mesmos que, agora, salvam Temer.

Razão tem o Senador Renan em dizer que Eduardo Cunha governa desde a prisão de Curitiba.

Saúdo os deputados e deputadas que estiveram ao lado da legalidade e da justiça e não traíram a democracia e a nação brasileira.

Resta-nos continuar lutando contra a pauta regressiva dos golpistas que serão julgados pela história e condenados pelo voto popular.



No artigo

x