PSDB mente em propaganda ao dizer que apoiou “Diretas, já” e Anistia

Fake News: Em cadeia nacional, o partido tenta fazer uma “autocrítica” e elenca erros e alguns acertos, como supostamente ter apoiado a campanha pelas “diretas, já”, em 1984 e a Lei da Anistia, em...

931 0

Fake News: Em cadeia nacional, o partido tenta fazer uma “autocrítica” e elenca erros e alguns acertos, como supostamente ter apoiado a campanha pelas “diretas, já”, em 1984 e a Lei da Anistia, em 1979. Acontece que o partido só foi criado em 1988

Por Redação 

O PSDB divulgou em cadeia nacional nesta terça-feira (8), um teaser de uma peça propagandística em que tenta fazer uma “autocrítica” e elenca erros e acertos.

O vídeo preliminar não especifica, ainda, quais seriam os erros, mas entre os acertos, coloca, por exemplo, um suposto apoio à campanha por eleições diretas, conhecida como “Diretas Já”, que aconteceu entre 1984 e 1985, e também um suposto apoio à Lei da Anistia, marco do início do fim da ditadura militar, em 1979.

Acontece que o partido só foi criado, por Mario Covas, em julho de 1988. Ou seja, 4 anos após as “Diretas Já” e quase 10 anos após a Lei da Anistia. Por outro lado, o partido considerado seu principal rival, o PT, foi criado em 1980, logo após a Lei da Anistia, e foi um dos principais apoiadores da campanha “Diretas Já”.

O próximo vídeo do partido será veiculado em cadeia nacional no próximo dia 17. É de se ficar atento e atenta para quais outras fake news possam ser divulgadas.



No artigo

x