“Esfihaço” em solidariedade ao sírio vítima de xenofobia lota rua de Copacabana

Internautas marcaram o evento “Comer esfiha na barraca do Mohamed” e centenas de pessoas compareceram à sua barraca, em Copacabana, depois do episódio em que ele foi vítima de ódio e xenofobia. Famílias faziam...

2374 0

Internautas marcaram o evento “Comer esfiha na barraca do Mohamed” e centenas de pessoas compareceram à sua barraca, em Copacabana, depois do episódio em que ele foi vítima de ódio e xenofobia. Famílias faziam fila para comprar o salgado e tirar uma foto com o refugiado. Confira 

Por Redação 

A solidariedade venceu a xenofobia. Ao menos neste sábado (12), no Rio de Janeiro, no evento “Comer esfiha na barraca do Mohamed”. Marcado por internautas, o ato tinha como objetivo prestar solidariedade ao refugiado sírio Mohamed Ali Abdelmoatty Ilenavvy, de 33 anos. E deu certo: centenas de pessoas, em um gesto histórico, lotaram uma rua de Copacabana, onde fica sua barraca, para comer o salgado, tirar uma fotografia com o imigrante e dar palavras de apoio.

Mohamed, há duas semanas, quando inaugurava sua barraca de esfihas, foi alvo de um ataque xenófobo de um homem que, destruindo sua barraca, gritava “saia do meu país”. Após a repercussão vídeo que registrou o momento, a mobilização online foi instantânea e, hoje, o cenário foi bem diferente.

Com uma camiseta com os dizeres “I love Rio”, Mohamed lucrou mais que qualquer outro dia na cidade e se desdobrou para abraçar cada um dos que vieram lhe prestar solidariedade.

Confira algumas imagens postadas por internautas.

Fotos: Reprodução/Facebook



No artigo