Jornalista negro detona empresário: “Nenhum branco pode dizer a um negro quando protestar”

A frase foi uma resposta do jornalista esportivo da ESPN, Stephen A. Smith, ao “chefão” da NFL, a liga de futebol americano, Roger Goodell, que havia afirmado que existe “hora e local” para protestos. Assista Por...

1041 0

A frase foi uma resposta do jornalista esportivo da ESPN, Stephen A. Smith, ao “chefão” da NFL, a liga de futebol americano, Roger Goodell, que havia afirmado que existe “hora e local” para protestos. Assista

Por Redação 

O programa “First Take” do canal norte-americano ESPN da noite desta terça-feira (15) foi marcado por uma discussão em que um jornalista negro detona um empresário branco. O jornalista, no caso, é Stephan A. Smith, apresentador do programa. Sua fala se deu como resposta às declarações de Roger Goodell, “chefão” da NFL, a famosa liga de futebol americano.

Dias antes, Goodell, ao ser perguntado sobre protestos que jogadores negros vem protagonizando durante as partidas desde o último final de semana, quando ocorreu o levante neonazista em Charlottesville (Virginia), disse que entende as manifestações, mas que existe “hora e local” para isso. Muitos atletas têm, por exemplo, se recusado a cantar o hino nacional no início das partidas.

A declaração do “cartola” deixou Stephan Smith enfurecido e, em  pouco mais de um minuto, deu uma aula sobre protestos. “Nenhum branco tem direito de dizer a um negro quando ele deve protestar (…) Protestos são feitos para incomodar mesmo”, disse, ao vivo.

Assista aqui.

 



No artigo

x