PSDB é hoje mais rejeitado que o PT

Segundo pesquisa realizada pelo DataPoder360, o Partido dos Trabalhadores teve uma queda de 7 pontos percentuais no que se refere à rejeição, chegando a 49%, enquanto 54% dos entrevistados disseram que não votariam nos tucanos.

830 0

Segundo pesquisa realizada pelo DataPoder360, o Partido dos Trabalhadores teve uma queda de 7 pontos percentuais no que se refere à rejeição, chegando a 49%, enquanto 54% dos entrevistados disseram que não votariam nos tucanos.

Da Redação*

A verdadeira perseguição empreendida pelo juiz Sergio Moro, sua turma de Curitiba e outros setores do judiciário e da mídia tradicional a Luiz Inácio Lula da Silva parece que não está surtindo o efeito desejado. Além do ex-presidente liderar todas as pesquisas de intenção de voto para a eleição presidencial de 2018, sendo o único candidato garantido em um eventual segundo turno, seja qual for o cenário, a rejeição ao Partido dos Trabalhadores (PT) teve uma significativa redução, de 56% em julho para 49% em agosto, de acordo com pesquisa realizada pelo DataPoder360. Isso representa uma diminuição de 7 pontos percentuais. Em contrapartida, a rejeição ao PSDB subiu de 51% para 54% no mesmo período.

Somente 4% dos pesquisados afirmaram que, hoje, votariam, sem nenhuma dúvida, em candidatos tucanos. Em comparação, o eleitorado fiel ao PT é, nada menos, do que cinco vezes maior: 21% garantiram que votariam, com certeza, em petistas.

Mais rejeição

A pesquisa de agosto indica, ainda, uma forte rejeição a políticos, a partidos, ao Congresso Nacional e à administração de Michel Temer (PMDB). Isso pode ser traduzido em números. Três em cada quatro brasileiros avaliam Temer negativamente. Apenas 5% acham que a gestão do peemedebista é positiva. O percentual é semelhante ao captado no levantamento anterior, de julho de 2017, quando 76% rejeitaram o governo. Na ocasião, apenas 7% dos entrevistados avaliavam positivamente a administração Temer.

O descontentamento não é direcionado, apenas, ao Poder Executivo. A avaliação dos brasileiros em relação ao trabalho do Congresso Nacional não é das melhores. Em agosto, o percentual de entrevistados que acha o Legislativo péssimo é de 35%, um crescimento de 7 pontos percentuais em relação ao mês anterior. Para 31%, o trabalho do Congresso é ruim. No total, a rejeição a senadores e deputados é de 66%. A avaliação positiva caiu de 11%, em julho, para 4%, em agosto.

A maioria dos entrevistados acha que a Câmara errou ao não autorizar análise sobre abertura de processo de impeachment contra Michel Temer por corrupção. No início de agosto, a maioria dos deputados rejeitou a denúncia do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, contra o peemedebista. Para 77% dos entrevistados, os deputados deveriam ter admitido que a denúncia fosse analisada. Outros 15% acham que o assunto está resolvido e é preciso olhar para frente.

*Com informações de O Cafezinho e do Poder360

Infográficos: Revista Fórum



No artigo

x