Aplaudida por seu voto contra Bolsonaro, ministra do STJ é xingada nas redes

Depois que votou para manter a condenação de Jair Bolsonaro por ofensas à deputada Maria do Rosário (PT-RS), Nancy Andrighi passou a receber uma série de ligações e e-mails com xingamentos.

1749 0

Depois que votou para manter a condenação de Jair Bolsonaro por ofensas à deputada Maria do Rosário (PT-RS), Nancy Andrighi passou a receber uma série de ligações e e-mails com xingamentos.

Da Redação*

O Painel, da Folha, informa que a ministra Nancy Andrighi, do STJ, relatou a colegas que depois que votou para manter a condenação de Jair Bolsonaro por ofensas à deputada Maria do Rosário (PT-RS), na terça-feira (15), passou a receber uma série de ligações e e-mails com xingamentos.

Em longo voto, a ministra defendeu que a ofensa perpetrada pelo deputado toca numa questão de extrema necessidade na sociedade brasileira, que é a violência contra a mulher – “uma realidade apavorante para a maioria das mulheres deste país”, classificou.

De acordo com a relatora, “o desprezo demonstrado pela dignidade sexual reforça e incentiva a perpetração dos traços de uma cultura que ainda subjuga a mulher”.

“Na hipótese dos autos, percebe-se que a mensagem encontrou grande reverberação em seu público, o que tem a consequência de reforçar a concepção bárbara que a vítima concorre para o delito”, disse.

Ao final de seu voto, em gesto inusitado, a ministra foi aplaudida pela plateia.

*Com informações do Painel da Folha

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

 



No artigo

x