Justiça de PE gastará R$ 7 milhões em auxílio-alimentação durante as férias de juízes

Pagamento retroativo do benefício foi requerido pela Associação de Magistrados do Estado de Pernambuco. Da Redação...

739 0

Pagamento retroativo do benefício foi requerido pela Associação de Magistrados do Estado de Pernambuco.

Da Redação

Recentemente, o noticiário tem sido invadido por notícias envolvendo o judiciário brasileiro. Depois dos casos envolvendo o Tribunal de Justiça do Mato Grosso, a Associação de Magistrados do Estado de Pernambuco (Amepe) entrou com um pedido requisitando o pagamento retroativo do auxílio-alimentação aos juízes.

Esta ação se refere ao benefício dos magistrados durante o período em que estiveram de férias. Cada juiz recebe, mensalmente, R$ 1.068 de auxílio-alimentação – o que, segundo divulgado pelo Jornal do Commercio, significa um gasto de R$ 70 milhões aos cofres do judiciário do estado. Inicialmente, o Tribunal de Justiça pernambucano indeferiu o pedido. Porém, a Amepe recorreu e obteve decisão favorável, por maioria, na última segunda-feira (14).

Em nota, a associação esclarece entrou com o pedido para “corrigir uma injustiça”, pois os magistrados de Pernambuco “eram os únicos que não recebiam o auxílio-alimentação nas férias”. Já o TJPE estabeleceu que o pagamento “está condicionado à disponibilidade financeira e orçamentária da instituição para ser liquidado”.

*com informações do Jornal do Commercio
Foto: Assis Lima/TJPE



No artigo

x