Temer perdoa dívida de R$ 78 bilhões de empresários

Ao mesmo tempo, medidas do Governo promovem cortes em programas de saúde, assistência social e tiram R$ 10 do salário mínimo. Da Redação Usando...

2218 0

Ao mesmo tempo, medidas do Governo promovem cortes em programas de saúde, assistência social e tiram R$ 10 do salário mínimo.

Da Redação

Usando Henrique Meirelles como escudo e arauto das más notícias, o Governo Temer bota a mão no bolso do povo com aumento de impostos, na tentativa de fechar suas contas. O brasileiro enfrenta, hoje, restrição no acesso a benefícios do auxílio-doença, viu a retirada de 2 milhões de benefícios do programa Bolsa Família e, mais recentemente, soube que o salário mínimo vai sofrer um corte de R$ 10, no ano que vem.

Enquanto isso, Temer e sua equipe criam programas que podem deixar de arrecadar bilhões. Isso é o que aponta informação divulgada na reportagem de Idiana Tomazelli, no Estadão deste domingo (20).

São três programas arquitetados pelo governo que preveem o parcelamento de débitos tributários, Refis. Juntos, podem permitir o perdão de uma dívida de R$ 78 bilhões dos empresários. Esse montante corresponde a uma arrecadação potencial que une a cobrança de juros, multas e encargos de dívidas de empresas, Estados e municípios.

Estes benefícios são concedidos aos devedores poucos meses antes de a equipe econômica de Temer anunciar nova revisão da meta fiscal que agora pode chegar a um rombo de R$ 159 bilhões.

*com informações do Estadão
Foto: Marcos Corrêa/ PR



No artigo

x