Feminicídio choca Tupã, que procura marido acusado do crime

Mulher é morta a facadas e o principal suspeito de cometer o homicídio fugiu com o carro da vítima. Casal estava em processo de separação.

994 0

Mulher é morta a facadas e o principal suspeito de cometer o homicídio fugiu com o carro da vítima. Casal estava em processo de separação.

Da Redação*

Mais um feminicídio choca São Paulo. Débora Goulart, 34 anos, foi assassinada com três facadas. no município de Tupã, interior do estado. O principal suspeito é seu marido, que está foragido. De acordo com informações colhidas pela polícia, o casal estava em processo de separação. O marido foi buscá-la no trabalho (Banco Bradesco) e colegas relataram que ela saiu chorando para encontrá-lo. Desde então, não se tinha mais notícias dela.

No dia seguinte, manhã de terça (22), ela não apareceu para trabalhar e não atendia aos telefonemas. Preocupados, colegas procuraram a Polícia Militar, para ir até a residência de Débora averiguar o que estava acontecendo. Quando dois PMs chegaram ao local, encontraram o portão fechado com cadeado, que foi arrombado com consentimento das testemunhas.

Ao entrar na residência que estava com a porta apenas encostada, os policiais encontraram quatro cães, que agiam como se estivessem protegendo a porta de um quarto que estava encostada. Com muito trabalho os policiais conseguiram abri-la, momento em que os cães entraram e ficaram em torno do corpo de Débora, que já estava sem vida.

Os cachorros não deixavam ninguém encostar no corpo. Por isso, tiveram de prender os animais e chamar funcionários de um petshop para cuidar deles. Débora foi encontrada com a faca ainda cravada em seu peito, e havia sinais de luta na casa. A Polícia Civil foi comunicada e tudo leva a crer que o marido é o autor do crime. O suspeito teria fugido em um veículo Punto, cor preta, placas ETM-9729.

*Com informações do Portal Mais Tupã

Foto: Arquivo pessoal



No artigo

x