Novo comandante da Rota diz que votaria em Bolsonaro

Declaração de tenente-coronel pode causar mal-estar, uma vez que o governador Geraldo Alckmin, responsável pela atuação da PM no estado de São Paulo, também pretende ser candidato a presidente em 2018.

750 0

Declaração de tenente-coronel pode causar mal-estar, uma vez que o governador Geraldo Alckmin, responsável pela atuação da PM no estado de São Paulo, também pretende ser candidato a presidente em 2018.

Da Redação*

O comandante da Rota, a chamada tropa de elite da Polícia Militar de São Paulo, nem bem assumiu o cargo e não para de polemizar. Depois de defender que a PM atue de maneira diferente em um bairro nobre, como os Jardins, da que atua nas periferias, isso no estado em que a polícia mais mata no país e que a maior parte dessas vítimas é de jovens negros periféricos, o tenente-coronel Ricardo Augusto Nascimento de Mello Araújo agora disse que votaria no deputado federal Jair Bolsonaro (PSC) na eleição presidencial de 2018. As declarações foram prestadas em entrevista ao UOL.

A afirmação pode gerar mal-estar na cúpula da PM, uma vez que Bolsonaro pretende se candidatar à presidência, assim como Geraldo Alckimin (PSDB), atual governador e responsável pela atuação da Polícia Militar no estado de São Paulo. “O deputado Jair Bolsonaro, eu votaria nele. Eu votaria nele. Eu não sou político e não gosto de falar muito de política, mas eu entendo que o país precisa de pessoas honestas no comando. E a população sente isso. Agora, é uma opinião pessoal”, afirmou Mello Araújo. “A população está sentindo a necessidade de pessoas honestas. Não falo nem de capacidade. Hoje, o que a população visa, são pessoas honestas, que saibam onde tão gastando o nosso dinheiro”, acrescentou.

*Com informações do UOL

Foto: Reprodução/RC TV

 



No artigo

x