Hackers invadem canal de Pabllo Vittar, colocam foto de Bolsonaro e deletam clipe mais visto

Vídeo da música K.O. tinha ultrapassado 100 milhões de visualizações no começo deste mês. No twitter, fãs se mobilizam e #TodosComPablloVittar é a tag mais comentada nos trending topics mundiais. Da Redação...

699 0

Vídeo da música K.O. tinha ultrapassado 100 milhões de visualizações no começo deste mês. No twitter, fãs se mobilizam e #TodosComPablloVittar é a tag mais comentada nos trending topics mundiais.

Da Redação

Entre o domingo (27) e esta segunda-feira (28), o canal da cantora Pabllo Vittar, no YouTube, sofreu uma invasão. Hackers tomaram controle da conta e deletaram o clipe de K.O., que no começo do mês ultrapassou a marca de 100 milhões de visualizações. No lugar da foto de perfil, os invasores colocaram uma foto do deputado Jair Bolsonaro – sem camisa.

Além disso, foram postados três outros vídeos no canal da cantora drag queen. Um deles com o título “Mansão Loli (Feat Alok & Ivete Sangalo)” que mostrava imagens da música “Open Bar”, da própria cantora, com o áudio alterado fazendo referência à pedofilia: “Pergunta pra ela que ela responde sem caô: / Prefere um de 12 anininhos / Ou um pedofag com ficha de abusador”.

Na descrição dos outros dois vídeos – “Meu Caterpie” e “O Cancro (feat. Inês & Bolsonaro)” – declaravam que o canal foi hackeado pelo grupo @Sh4dowNetwork. No entanto, o grupo negou a invasão por meio de sua conta no Twitter: “Não tenho nenhum envolvimento com o canal do Pabllo Vittar ‘ownado’. Fizeram e botaram meu nome apenas (…) Amanhã nois caça quem foi que fez essa porra e botou no meu nome (sic)”. Logo depois, este perfil divulgou dados de conexão do suposto autor da invasão.

Nesta segunda, os fãs se mobilizaram e subiram uma tag, #TodosComPablloVittar. Até a publicação dessa matéria, era o assunto mais comentado nos trending topics do Brasil e do Mundo.

Até o presente momento, nem Pabllo Vittar ou sua equipe se pronunciaram oficialmente sobre o caso. Os vídeos que os hackers adicionaram já foram deletados do canal, porém a foto de Bolsonaro continua em exibição.

 

Acompanhe as reações da internet:

Foto: Reprodução/ Internet



No artigo

x