Eike diz que pagou R$ 1 milhão para Crivella não ser candidato a prefeito em 2012

O pagamento seria uma maneira de tirar Crivella da eleição e facilitar a vitória de Eduardo Paes Por Redação...

862 0

O pagamento seria uma maneira de tirar Crivella da eleição e facilitar a vitória de Eduardo Paes

Por Redação

Em prisão domiciliar desde abril desde ano, o empresário Eike Batista teria afirmado, em acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal, que deu R$ 1 milhão para o atual prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), para que ele não disputasse a Prefeitura do Rio nas eleições de 2012. O pedido foi cumprido e o bispo, na ocasião, não foi candidato. As informações são do blog Radar Online.

Na delação, Eike afirmou que o pedido teria sido feito pelo ex-governador Sérgio Cabral (PMDB) para beneficiar Eduardo Paes, também do PMDB. A estratégia deu certo e Paes foi eleito no segundo turno, derrotando Marcelo Freixo (PSOL).

Eike é réu na Justiça Federal do Rio por corrupção ativa, lavagem de dinheiro e organização criminosa

 

 



No artigo

x