Agenda livre: Doria não foi recebido por primeiro-ministro francês

Comunicação do premiê Édouard Philippe negou que encontro com o prefeito de São Paulo estivesse marcado. Da Redação João Doria, que continua viajando e...

914 0

Comunicação do premiê Édouard Philippe negou que encontro com o prefeito de São Paulo estivesse marcado.

Da Redação

João Doria, que continua viajando e bem distante da Prefeitura de São Paulo, esteve em Paris nos últimos dias. Segundo agenda oficial, ele se encontraria em um almoço reservado, no sábado (2), com o primeiro-ministro francês, Édouard Philippe. Só esqueceram de avisar o premiê, que nem estava na cidade.

Informação divulgada pelo Estadão, diz que o encontro bilateral foi informado oficialmente aos jornalistas brasileiros antes de chegada de Doria na capital francesa; posteriormente confirmada na noite de sexta (1).

Por outro lado, nunca constou na agenda oficial de Philippe, conforme esclareceu a direção de comunicação do primeiro-ministro. Informou ainda que o líder francês viajou para a cidade de La Havre, no interior do país, e que o encontro com Doria nem sequer chegou a ser programado.

Segundo a assessoria de Doria, houve um desencontro. O almoço entre o prefeito e o premiê teria sido articulado por canais não oficiais e adiado em cima da hora. Jaques Attali, foi o interlocutor entre as partes. O economista é considerado o ideólogo do presidente francês Emannuel Macron, e tem um bom trânsito no primeiro escalão da política no país.

Atalli é o organizador do Global Positive Fórum – evento que reuniu líderes de vários países em Paris no último final de semana – e confirmou que a próxima edição, em 2019, será realizada em na capital paulista. Coincidência ou não, o prefeito de São Paulo foi o único político latino-americano presente.

Foi o mesmo Jaques Attali quem promoveu o rápido encontro entre Doria e o presidente Macron, em um coquetel na sede do governo francês após o encerramento do Fórum. Em vídeo divulgado pelo prefeito, apenas ele fala, enquanto o presidente escuta com os braços cruzados.

*com informações do Estadão
Fotos: Eduardo Ogata/SECOM e Republica Francesa



No artigo

x