Mais um homem é detido se masturbando em ônibus, desta vez em Niterói

De acordo com a Polícia Militar, o suspeito foi cercado por pessoas que o impediram de deixar o coletivo. Outros casos semelhantes ocorreram na semana passada em São Paulo e Guaratiba.

859 0

De acordo com a Polícia Militar, o suspeito foi cercado por pessoas que o impediram de deixar o coletivo. Outros casos semelhantes ocorreram na semana passada em São Paulo e Guaratiba.

Da Redação*

Num caso muito parecido com os ocorridos em São Paulo na última semana, um homem foi detido após se masturbar dentro de um ônibus da linha 45 (Cubango – Centro) em Niterói, na Região Metropolitana do Rio, por volta das 8h desta quarta-feira.

Ele se sentou ao lado de uma mulher, que não quis prestar queixa. De acordo com uma estudante de 24 anos que estava sentada no banco de trás e denunciou o fato, ela estava no banco ao lado da janela com fones de ouvido. A estudante reparou que o rapaz via fotos pornográficas no celular e chamou a atenção dele, que guardou o celular e colocou a mochila no colo.

De acordo com a jovem, o homem, então, teria feito movimentos que indicavam a masturbação. Ela avisou à mulher ao lado dele e filmou o homem. A polícia foi acionada pelo noivo da jovem, para quem ela enviou o vídeo. O suspeito foi cercado dentro do coletivo.

De acordo com a Polícia Militar, o suspeito foi cercado por pessoas que o impediram de deixar o coletivo, que estava na Avenida Marquês de Paraná (foto), até a chegada dos agentes.

Do local, o suspeito foi encaminhado para a Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM) de Niterói, onde está sendo ouvido. A ocorrência foi feita pela estudante que denunciou o fato.

Vários Casos

Casos como esse vêm sendo denunciados com mais frequência. Na semana passada, um mesmo homem foi detido duas vezes, em São Paulo, por se masturbar em ônibus. Na segunda ocasião, ele ficou preso preventivamente.

Também na semana passada, um homem foi detido por se masturbar e ejacular na perna de uma mulher dentro de um ônibus do sistema BRT, na estação Mato Alto, em Guaratiba, na Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro. O caso foi registrado como importunação ofensiva ao pudor, e Vitor Ribeiro Barbosa foi liberado em seguida. Em depoimento à polícia, ele negou as acusações.

Segundo o suspeito, ele ficou próximo à porta do coletivo, atrás da vítima. E, “com a movimentação do coletivo, acabou esfregando sua genitália no corpo” da mulher. Ele ainda afirmou que não sabia em que parte do corpo dela teria se esfregado, “pois não dava para olhar, visto que o coletivo estava muito cheio”.

*Com informações do Extra

Foto: Google Maps



No artigo

x