Condenado por Moro, Palocci tenta incriminar Lula para obter benefícios

Ex-ministro afirmou, em depoimento, que a compra de um prédio pela Odebrecht para o Instituto Lula ocorreu dentro de um “pacto de sangue”. Da Redação...

704 0

Ex-ministro afirmou, em depoimento, que a compra de um prédio pela Odebrecht para o Instituto Lula ocorreu dentro de um “pacto de sangue”.

Da Redação

O ex-ministro Antônio Palocci, condenado por Sergio Moro na Operação Lava Jato, resolveu falar, na esperança de obter benefícios em uma possível delação premiada, que está em negociação. Para conseguir vantagens, não mediu esforços e tentou incriminar o ex-presidente Lula, em depoimento a Moro, revelando um possível esquema ilícito na relação entre os governos Lula e Dilma e a empreiteira Odebrecht.

Na primeira parte de seu depoimento, entre inúmeras acusações, Palocci afirmou que a compra de um imóvel para o Instituto Lula ocorreu dentro de um “pacto de sangue”, que envolvia a entrega de um “presente para Lula”, que é o sítio de Atibaia, entre outras vantagens ao ex-presidente, como uma “reserva de R$ 300 milhões”.

Assista ao vídeo, na íntegra, da primeira parte do depoimento:

Foto: Reprodução/Youtube



No artigo

x