Em Aracaju, homem armado tenta assaltar mulher que luta MMA e se dá mal

Cada vez mais mulheres vêm investindo em treinamento de defesa pessoal para evitar abuso sexual ou assaltos. Em Aracaju, vítima imobilizou o ladrão com um “triângulo de perna” até a chegada da polícia. Apesar...

1864 0

Cada vez mais mulheres vêm investindo em treinamento de defesa pessoal para evitar abuso sexual ou assaltos. Em Aracaju, vítima imobilizou o ladrão com um “triângulo de perna” até a chegada da polícia. Apesar de caso ser antigo, sequência de imagens viralizou nas redes nesta semana 

Por Redação 

Já tem mais de 31 mil compartilhamentos no Facebook – fora as reproduções em Twitter e Instagram – a postagem da página “Aracaju Notícias” que relata a reação de uma mulher a um assalto.

A sequência de imagens foi postada no 3 de setembro de 2015 mas algumas mulheres a resgataram esta semana e a postagem explodiu de compartilhamentos. De acordo com a página, dois homens armados em uma moto tentaram roubar o celular de três garotas que passavam pela rua a pé. Uma delas, no entanto, é lutadora de MMA. Com um “triângulo de perna fechado”, a jovem imobilizou o ladrão até a chegada da polícia.

A reação da lutadora de MMA, em 2015, é um tipo de reação que vem se tornando cada vez mais comum entre as mulheres pelo Brasil afora. Diante dos inúmeros casos de abuso sexual e da vulnerabilidade a que mulheres estão expostas nas ruas, inúmeras iniciativas de treinamento de autodefesa para mulheres vem surgindo. No próximo dia 16, por exemplo, acontecerá em São Paulo uma oficina de autodefesa para mulheres e pessoas trans.

“A oficina orienta-se a fim de prover um conhecimento prático sobre as principais capacidades protetivas – recursos físicos, comunicativos, preventivos, sensoriais e psicológicos – que garantam, a mulheres e pessoas trans, a viabilização de romperem, de forma autônoma e segura, com ciclos de violência que tangenciem seus corpos”, diz a descrição do evento no Facebook. Para saber mais, clique aqui.

 



No artigo

x