SP: Dependentes químicos são atacados em mais uma ação higienista na Cracolândia

Em uma ação conjunta entre a prefeitura de Doria e o governo de Alckmin, dependentes químicos e até mesmo assistentes sociais foram atacados com bombas e spray de pimenta na região da Cracolândia, em...

952 0

Em uma ação conjunta entre a prefeitura de Doria e o governo de Alckmin, dependentes químicos e até mesmo assistentes sociais foram atacados com bombas e spray de pimenta na região da Cracolândia, em São Paulo. Religioso que trabalha com população de rua foi ameaçado e e ferido pela polícia 

Por Redação 

Em mais uma ação higienista pactuada entre a prefeitura de São Paulo e o governo do estado, a Polícia Militar e a Guarda Civil Metropolitana (GCM) usaram bombas de gás e spray de pimenta contra os usuários de drogas da Cracolândia, na Luz, região central da capital paulista, em uma operação no final da manhã desta sexta-feira (8). Há relatos de pelo menos 5 pessoas feridas.

A Cavalaria e a Força Tática cercaram e impediram durante algumas horas o acesso de pedestres e veículos às proximidades da Rua Helvetia, onde fica a maior concentração de usuários. Os funcionários dos serviços sociais e de saúde que trabalham na área eram abordados e revistados para poderem acessar os locais de trabalho. Relatos dão conta de que a polícia lançou bombas e spray de pimenta até mesmo dentro das tendas de assistência da prefeitura e contra trabalhadores da assistência social.

Foram usados diversos caminhões e uma escavadeira para recolher as barracas improvisadas e objetos dos moradores de rua que vivem na região.

Pelo Facebook, Frei Agostino, religioso da Pastoral do Povo de Rua, que atua na região, relatou a arbitrariedade e contou que foi ameaçado e atingido pelos gases.

“Mais uma vez fui vítima de gritos de ordem e contra a minha pessoa, o ministério que sigo e contra a Igreja… Gás de pimenta na minha cara… A glote logo travou. Pedia para que eles parassem com a violência. Sou vítima também do sistema… Me ameaçaram de jogar uma bomba”, contou.

A Secretaria de Estado da Segurança Pública de São Paulo informou, por meio de nota, que a PM e a GCM fizeram uma ação conjunta em busca de drogas, armas e procurados pela Justiça. Segundo o comunicado,foram presos cinco foragidos e dois em flagrante, acusados de tráfico. A secretaria afirma ainda ter aprendido facas, estiletes e uma lança.

Foto: A Craco Resiste 

*Com Agência Brasil e A Craco Resiste 

 



No artigo

x