Roger, o “inútil”, ofende Adriana Varejão pelo Twitter com imagens pornográficas

Por conta de entrevista concedida pela artista defendendo a liberdade de expressão, o antigo roqueiro postou uma foto de Adriana com desenhos pornográficos rabiscados grosseiramente e grafitando a palavra “puta” sobre a imagem. Da Redação...

3259 0

Por conta de entrevista concedida pela artista defendendo a liberdade de expressão, o antigo roqueiro postou uma foto de Adriana com desenhos pornográficos rabiscados grosseiramente e grafitando a palavra “puta” sobre a imagem.

Da Redação

A artista plástica Adriana Varejão, cujas obras compunham o acervo interditado da propalada e cancelada mostra “Queermuseum – Cartografias da Diferença na Arte Brasileira” – realizada pelo Santander Cultural, com curadoria de Gaudêncio Fidelis e sediada em Porto Alegre – se posicionou contra o cancelamento da mostra e a favor da liberdade de expressão, em entrevista que concedeu para o blog #AgoraÉQueSãoElas, direto de Los Angeles, onde prepara uma exposição.

Foi o suficiente para o líder da banda Ultraje a Rigor, Roger Rocha Moreira, postar uma foto de Adriana com desenhos pornográficos rabiscados grosseiramente por cima e grafitando a palavra “puta” sobre a imagem.

Na legenda, o antigo roqueiro escreve: “Fiz essa arte, Adriana. Tudo bem, né? Mostra pra criançada”.

O outrora compositor, que hoje faz fundo musical para as pataquadas de Danilo Gentili, é frequentador assíduo das redes e reconhecido por suas posições conservadoras, xenófobas e preconceituosas.

Já Adriana Varejão, concordem ou não com ela, é uma artista plástica carioca reconhecida internacionalmente, expoente da arte contemporânea brasileira e mundial, de sucesso e relevância artística inquestionáveis. Suas obras foram reiteradas vezes recebidas com celebração por instituições como o MOMA de NY, a Tate Modern em Londres e a Fundação Cartier de Paris.

 



No artigo