No desespero, defesa de Temer pressiona STF sobre sigilo de áudios da JBS

Projeções apontam que ministros não vão declarar Janot como suspeito na atuação de denúncias contra o presidente. Da Redação Acontece na tarde desta quarta-feira...

358 0

Projeções apontam que ministros não vão declarar Janot como suspeito na atuação de denúncias contra o presidente.

Da Redação

Acontece na tarde desta quarta-feira (13) o julgamento da suspeição do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, no plenário do Supremo Tribunal Federal (STF). Já é dado como certo que os ministros do STF não vão declarar Janot como suspeito na atuação de denúncias contra Michel Temer.

Por outro lado, a defesa de Temer dá sinais de que partirá para o tudo ou nada na questão da delação da JBS. Segundo informações do Painel da Folha, o advogado do presidente usará a tribuna para pressionar os juízes do STF, em especial Edson Fachin, para liberar o áudio da conversa entre Joesley Batista, dono do grupo J&F, e o diretor jurídico da JBS, Francisco de Assis e Silva.

Ao todo, são sete arquivos de áudio recuperados de gravadores usados por Joesley, aos quais a defesa de Temer pretende ter acesso. Seus advogados se apoiam na tese de que nessas conversas gravadas, ainda sob sigilo, estariam detalhes comprometedores da atuação da PGR durante o processo de delação premiada da JBS.

*com informações do Painel da Folha
Fotos: Marcelo Camargo/Agência Brasil e Lula Marques/AGPT



No artigo