STF define manutenção de Janot nas denúncias contra Temer

Maioria dos ministros avalia que não há motivos para o afastamento do procurador-geral da República das investigações contra o peemedebista.

346 0

Maioria dos ministros avalia que não há motivos para o afastamento do procurador-geral da República das investigações contra o peemedebista.

Da Redação*

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), em sua maioria, deliberou que não há razões para o afastamento do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, das investigações contra Michel Temer (PMDB). Edson Fachin, o relator, votou pela manutenção de Janot. Sete dos 11 ministros votaram contra o pedido de Temer. O julgamento ainda não terminou.

Acompanharam integralmente o voto de Fachin os ministros Alexandre de Moraes, Rosa Weber, Luiz Fux, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e Marco Aurélio de Mello. Como procurador-geral, Janot é responsável pelas investigações contra Temer e apresentou denúncia contra ele, por suspeitas de corrupção passiva, com base em investigações feitas a partir da delação premiada da JBS.

*Com informações do UOL

Foto: Lula Marques/Agência PT/Fotos Públicas



No artigo