Funaro diz “ter certeza” que Temer recebia parte da propina do esquema do PMDB

Acusação foi feita durante delação premiada do homem apontado como operador de propinas; ele falava sobre a atuação do partido na Caixa Econômica Federal.

402 0

Acusação foi feita durante delação premiada do homem apontado como operador de propinas; ele falava sobre a atuação do partido na Caixa Econômica Federal.

Da Redação*

Lúcio Funaro, operador financeiro, afirmou, em depoimento, ter “certeza” que o presidente Michel Temer recebia parte da propina paga no esquema que atuou na Caixa Econômica Federal e envolvia políticos do PMDB. Funaro fechou acordo de delação premiada no âmbito da Operação Lava Jato. O acordo foi homologado pelo Supremo Tribunal Federal no início deste mês. Documentos com o conteúdo dos depoimentos do operador foram anexados ao inquérito que investiga supostos crimes cometidos por políticos do PMDB.

“[Funaro disse] que [Eduardo] Cunha falava ao depoente [Funaro], abertamente, que Michel Temer também recebia propina e tinha conhecimento dos fatos; [acrescentou] que tem certeza que Michel Temer tinha conhecimento e recebia parte da propina”, diz o relatório da delação. Em depoimento à Polícia Federal em junho, Funaro já havia dito que Temer orientou a distribuição de dinheiro desviado da Caixa.

Em outro trecho do depoimento, Funaro afirmou que o ex-deputado Eduardo Cunha era quem recebia os recursos ilícitos e enviada a Temer. A propina, acrescentou o delator, era administrada por José Yunes, ex-assessor especial de Temer, e pelo coronel Lima, amigo do presidente. “[Funaro disse] que sabe que Eduardo Cunha redistribuía propina a Temer com ‘110% de certeza'”, diz outro trecho.

*Com informações do G1

Foto: Reprodução



No artigo