Iniciativa de Doria tira esporte de bairro de SP e revolta moradores

Para “embelezar” a cidade, tucano coloca moradores de rua em quadras poliesportiva, mas a ocupação cresce e ele não sabe o que fazer para resolver o problema.

1081 0

Para “embelezar” a cidade, tucano coloca moradores de rua em quadras poliesportiva, mas a ocupação cresce e ele não sabe o que fazer para resolver o problema.

Da Redação*

João Doria continua desagradando os moradores de São Paulo. Logo nos primeiros dias depois que assumiu a prefeitura de São Paulo, o prefeito tucano promoveu um mutirão para limpar a praça 14 Bis, no centro da cidade. Ele também retirou da praça pessoas em situação de rua e as colocou provisoriamente em uma quadra poliesportiva, que fica embaixo de um viaduto na avenida Nove de Julho. A ocupação foi crescendo e tomou uma segunda quadra poliesportiva, o que vem impedindo crianças e adolescentes de praticar esportes em um bairro carente de espaços públicos.

Nove meses depois, a situação não apenas não foi resolvida como se agravou, a ponto de criar um clima de tensão entre dois grupos: o dos sem-teto, que dizem que só sairão se tiverem um lugar melhor para ir, e o dos moradores, comerciantes e empresários do bairro, que querem a desobstrução de seus espaços de esporte e lazer. Ou seja, o tucano conseguiu desagradar os dois lados da questão.

“O João Doria colocou o pessoal aqui, ele tem que encontrar uma solução pacífica para tirar”, disse José Antônio Moreno, ex-presidiário, que hoje trabalha com reciclagem e tem um barraco na ocupação. “Estamos cansados de promessas, promessas e promessas, queremos ação”, disse o empresário Maicon Ferreira, que vive em um apartamento próximo à área ocupada.

O grupo de moradores, comerciantes e empresários se articula para fazer uma manifestação nos próximos dias para chamar a atenção da prefeitura. Ao tirar os sem-teto do entorno da praça e os alojar nas quadras, a prefeitura prometeu que em até 90 dias, os encaminharia a abrigos municipais. Também prometeu que lhes ofereceria trabalho para que pudessem pagar por moradia fixa. Somente 11 pessoas conseguiram emprego, através do programa Trabalho Novo, de acordo com a própria prefeitura. “A solução vai ser o João Doria cumprir o que ele prometeu”, disse Emerson Aguiar, um dos sem-teto que ocupam as quadras poliesportivas, antes usadas por um time do bairro.

*Com informações do UOL

Foto: Eduardo Ogata/Secom/Fotos Públicas



No artigo

x