Em carta, Palocci chama Lula de “pretensa divindade”

Ex-ministro, ao pedir desfiliação do PT, disse que sai da legenda “sem ressentimentos” e que aceitará “qualquer penalidade aprovada”. Leia a íntegra Por Redação...

630 0

Ex-ministro, ao pedir desfiliação do PT, disse que sai da legenda “sem ressentimentos” e que aceitará “qualquer penalidade aprovada”. Leia a íntegra

Por Redação

O ex-ministro Antônio Palocci enviou nesta terça-feira (26) à presidenta do PT, Gleisi Hoffmann, uma carta em que pede sua desfiliação da legenda. A atitude vem depois da notícia de que o PT resolveu suspendê-lo por 60 dias por conta do depoimento ao juiz Sérgio Moro fornecido no começo do mês em que ele afirma que o ex-presidente Lula tinha “pacto de sangue” com a Odebrecht.

Na carta, Palocci diz que falou a verdade diante da Justiça. O PT, por sua vez, já esperava que o ex-ministro tentasse incriminar Lula já que, condenado, estaria tentando um acordo de delação premiada para abrandar sua pena.

Mesmo com a repreensão do partido, o ex-ministro disse que sai a legenda “sem ressentimentos” e ainda chega a chamar Lula de “o cara”, em referência à fala do ex-presidente norte-americano Barack Obama, mas prossegue tentando passar uma imagem de que ficou “em choque” ou “impressionado” com as supostas atitudes ilegais do Lula que ele diz ter presenciado.

Em outro trecho, ele questiona se o PT é uma “seita guiada por uma suposta divindade”.

Confira a íntegra.

 

 



No artigo

x