Flávio Dino completa mil dias de governo com uma obra entregue a cada 2 dias

Escolas, hospitais, centros de assistência social, equipamentos sociais, de cultura, fora os aumentos salariais e as políticas para a redução da desigualdade social. Em seu milésimo dia de governo, Dino faz seu balanço. Confira Por...

2518 0

Escolas, hospitais, centros de assistência social, equipamentos sociais, de cultura, fora os aumentos salariais e as políticas para a redução da desigualdade social. Em seu milésimo dia de governo, Dino faz seu balanço. Confira

Por Redação

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), já se tornou histórico logo em sua eleição pela simbologia de uma pessoa de esquerda em acabar com a “dinastia” da família Sarney em um estado marcado pelas desigualdades sociais.

Nesta terça-feira (26), completaram-se mil dias do governo Dino, que já se tornou ainda mais histórico pelos seus feitos. Em vídeo postado nas redes sociais, o governador fez um balanço deste primeiro período de governo.

Ele contou um pouco sobre sua rotina entre as agendas externas e o gabinete e listou algumas das coisas que vêm sendo feitas nesses meses de governo. De acordo com o governador, a crise econômica tornam as coisas difíceis, mas não o impede de, aos poucos, mudar a realidade dos maranhenses.

“Tem sido muito duro, muito difícil. Mas eu não me arrependo, não me rendo (…) Um bom marinheiro é aquele que sabe navegar em mares difíceis. Apesar das dificuldades, temos muitos resultados a apresentar”, afirmou, começando pela questão do equilíbrio fiscal.

“Graças ao equilíbrio nossos servidores estão recebendo o salário em dia, diferente do que vem acontecendo em outros estados”, pontuou.

De acordo com Dino, nesses mil dias de governo foram entregues, ao todo, 500 obras, o que significa uma obra pronta a cada 2 dias de gestão.

“Quando consideramos mil dias de governo, 500 obras entregues, significa dizer que a cada dois inauguramos uma obra: uma escola reformada, construída, um centro de assistência social, um hospital, um equipamento esportivo, cultura, uma praça, obras em todos os setores, em todo os territórios”, disse, seguindo a lista com os restaurantes populares, o aumento do efetivo da polícia e realizações em outras áreas.

No domingo (23), Dino publicou um texto em que cita boa parte daquilo que executou em seu governo. Confira abaixo.

 

A semana que passou teve início com novas pesquisas que voltaram a comprovar a boa avaliação que as pessoas fazem sobre os rumos do nosso governo. É uma prova de que a população reconhece que somos um governo que leva a sério o que é sério. Tratamos como devem ser tratadas a educação, saúde e segurança do estado: como prioridade real e não como discurso vazio.
Um exemplo é a educação, em que implantamos o Escola Digna, maior programa de investimentos da área de toda a história do Maranhão. Estamos reformando as escolas da rede estadual, reconstruindo prédios e inaugurando novas 300 unidades até 2018.
Esta semana, entreguei a reconstrução da Escola Barjonas Lobão, no bairro do Cohatrac, em São Luís. Foi a primeira obra nessa unidade de ensino em mais de 20 anos. Antes já havia entregue a Escola Modelo de São Luís, realmente transformada em modelo, após mais de 100 anos de existência. Obras novas que vêm a interromper longos períodos de descaso ao qual a educação esteve relegada por tanto tempo. E nesta semana que hoje inicia irei inaugurar 5 escolas novas, em vários municípios.
Na área da segurança, chegamos esta semana a 730 novas viaturas entregues. Isso significa uma média de 1 viatura nova a cada 32 horas de Governo, certamente um recorde. Com a integração de novos policiais, já formamos uma tropa de 12 mil homens, a maior da história do estado. E iremos ampliá-la ainda mais, com um novo concurso, cujo edital sairá até o final deste mês.
Com esse investimento em segurança, temos conseguido reduzir significativamente os índices de criminalidade no estado. Houve uma queda de 34% no número de homicídios na Grande São Luís entre janeiro e julho deste ano na comparação com o mesmo período de 2014 (governo passado).
Tratar com seriedade é o que temos feito na saúde onde, em pouco tempo, criamos uma verdadeira rede estadual de grandes hospitais, que não existia. Na semana que passou, foi a vez de inaugurar o sexto: o Hospital regional de Balsas, que beneficiará diretamente 234 mil pessoas. É impressionante pensar que, até este ano de 2017, toda essa parcela da população do estado estava abandonada pelo poder público, sem uma unidade de saúde com o porte que o Sul do estado merece.
Inaugurar essas obras, ao mesmo tempo que me alegra profundamente, me deixa indignado. Pois penso nas décadas que o Maranhão perdeu, subjugado por pequenos grupos que sugavam o sangue do povo para alimentar seus caprichos e delírios.
Fico pensando o quanto nosso estado poderia estar à frente de outros e com condições mais dignas de vida para nossa população, se uma oligarquia não tivesse se aninhado no Palácio dos Leões, usando todo tipo de subterfúgio para ali manter-se.
Graças a Deus essa é uma página virada de nossa história. O Maranhão já há quase três anos decidiu escrever sua história de um jeito diferente. Me sinto feliz por fazer parte desse projeto do povo do Maranhão de resgatar o que nunca deveria nos ter sido arrancado: a nossa dignidade.


No artigo

x