Mãe e filha sofrem ataque homofóbico em shopping de Brasília

As duas estavam abraçadas, quando foram agredidas por um homem de cerca de 50 anos, que achou que se tratava de um casal gay.

7206 0

As duas estavam abraçadas, quando foram agredidas por um homem de cerca de 50 anos, que achou que se tratava de um casal gay.

Da Redação

Um misto de revolta e tristeza levou uma mulher chamada Solange a gravar um vídeo emocionado, relatando um ataque homofóbico que sofreu, porque estava andando abraçada com sua filha, em um shopping de Brasília. “Moro em Brasília e ontem na Asa Norte no shopping Liberty Mall eu e minha filha fomos atacadas por um louco que achou que éramos um casal gay”, disse ela.

Ela conta que saiu do cinema com a filha de 20 anos e, ao final do filme, quando ambas estavam andando pelo shopping, foram atacadas por um homem de cerca de 50 anos, que achou que se tratava de um casal gay. Primeiramente foram ataques verbais e depois ele chegou a agredir a mãe no rosto, chamando as duas de “cretinas e safadas”.

Solange disse que resolvei gravar o vídeo, pois acha um absurdo que duas pessoas não possam andar abraçadas, mesmo que sejam homossexuais, sem serem atacadas. Ela chamou a segurança do shopping e foram todos para a delegacia, onde ela prestou queixa.

Foto: Reprodução/Facebook

 



No artigo

x