MST lamenta o falecimento de Istvan Meszaros

Meszaros deixa uma vasta obra - ferramentas de nosso tempo nas mãos dos militantes sociais pelo mundo todo - entre elas, destaca-se "Para Além do Capital"

686 0

Meszaros deixa uma vasta obra – ferramentas de nosso tempo nas mãos dos militantes sociais pelo mundo todo – entre elas, destaca-se “Para Além do Capital”

Do MST Brasil

As trabalhadoras e os trabalhadores rurais sem terra do MST do Brasil lamentam profundamente o falecimento de Istvan Meszaros, filósofo marxista, escritor e militante, nascido na Hungria em 1930.

Meszaros faleceu ontem (01), vítima de falência múltipla de órgãos, decorrente de dois derrames que avançaram para um agravamento fatal. Estava na UTI hospitalar, sempre assistido por familiares e amigos.

Dedicava-se no último período à sua nova obra com ênfase na análise crítica sobre o Estado, “Para Além do Leviatã”, tema fundamental para a formulação estratégica e retomada necessária da ofensiva socialista.

Meszaros deixa uma vasta obra – ferramentas de nosso tempo nas mãos dos militantes sociais pelo mundo todo – entre elas, destaca-se “Para Além do Capital”. A ousadia provocadora de sua obra, revela uma juventude marcante em Meszaros que o acompanhou por toda sua vida.

Que as sementes lançadas por este grande homem sejam semeadas por toda a parte. Em tempos tão dificeis, de barbárie em curso e confusões ideológicas, a certeza é de que a marcha sempre segue e ninguém poderá dete-la.

Pois para o capital, “Seres humanos são, ao mesmo tempo, absolutamente necessários e totalmente supérfluos”. (Istvan Meszaros).

MST – Brasil



No artigo

x