Mais uma vez, auditores fiscais prometem cruzar os braços em todo o país

Um ato no Porto de Santos (SP) contra o “pacote de maldades” do governo Temer dará início a uma mobilização nacional da categoria, que paralisará atividades em delegacias da Receita, portos e aeroportos. Última...

3252 0

Um ato no Porto de Santos (SP) contra o “pacote de maldades” do governo Temer dará início a uma mobilização nacional da categoria, que paralisará atividades em delegacias da Receita, portos e aeroportos. Última greve de auditores causou um prejuízo de R$300 milhões

Por Redação*

Está marcado para quinta-feira (5) um ato de auditores fiscais da Receita Federal, no Porto de Santos (SP), que dará início a uma paralisação nacional da categoria.

Os trabalhadores prometem cruzar os braços como forma de protesto ao “pacote de maldades” do governo Temer. De acordo com o sindicato que representa a categoria, o Sindicato dos Auditores Fiscais em Santos, o governo federal, sob a justificativa da crise econômica, quebrou o acordo salarial firmado em lei (com recomposição salarial prevista para 2018 e 2019 só será paga em 2019 e 2020), aumentou a contribuição previdenciária de 11% para 14% e congelou as verbas indenizatórias.

A paralisação deve afetar, a nível nacional, as delegacias da Receita Federal, responsáveis pela arrecadação de tributos, portos e aeroportos.

No ano passado, em julho, a paralisação de auditores fiscais de oito dias causou prejuízos que somam cerca R$ 300 milhões.

*Com informações de A Tribuna



No artigo

x