Filho de Bolsonaro leva um ‘toco’ de Juninho Pernambucano, ao defender seu pai no Twitter

“Se existe preconceito contra preconceituosos peço desculpas a quem ofendi. De verdade pensei que não existia ! Cortela poderia me explicar?”, disse o ex-craque do Vasco e da Seleção Brasileira. Da Redação...

2613 0

“Se existe preconceito contra preconceituosos peço desculpas a quem ofendi. De verdade pensei que não existia ! Cortela poderia me explicar?”, disse o ex-craque do Vasco e da Seleção Brasileira.

Da Redação

Na madrugada da última terça-feira (3), o ex-jogador e comentarista esportivo da Rede Globo, Juninho Pernambucano, detonou, em sua conta no Twitter, seus seguidores que apoiam Bolsonaro: “Não sabia que bolsominions me seguiam. Por favor não me sigam. Não quero quantidade de seguidores e sim qualidade humana e caráter deles!”

Muitos seguidores do ex-craque do Vasco e da Seleção Brasileira aplaudiram a atitude, por outro lado, o os “bolsominions” atacaram e o acusaram de preconceito. Mais tarde, o deputado estadual Flavio Bolsonaro, um dos filhos de Jair Bolsonaro, resolveu entrar na briga e tirar satisfação com Juninho.

“Como vascaíno, minha decepção com o @Juninhope08 não é com a sua preferência política, mas por pré-julgar, sem conhecer, com base em mentiras”, tuítou Flavio Bolsonaro. Juninho respondeu, revelando sua origem: “Sou filho de militar, patente baixa, aquele sempre humilhado entende! Igualdade moral para mim é tudo. Linha de largada igual. Depois mérito! Abraço”.

Leia também: Juninho Pernambucano detona seguidores de Bolsonaro e pede pra que não lhe sigam

Flavio Bolsonaro continuou: “@Juninhope08 Impressiona como você realmente não enxerga que está sendo o preconceituoso ao julgar alguém sem nem conhecê-lo”. Enquanto o atual comentarista da Globo respondia cada uma das postagens do deputado: “Se existe preconceito contra preconceituosos peço desculpas a quem ofendi. De verdade pensei q ñ existia ! Cortela poderia me explicar?”.

Por fim, Juninho enviou seu telefone ao deputado e disse que aguarda uma ligação e também um livro, que o filho de Bolsonaro indicou a ele. “Te recebo em casa se quiser ok”, finalizou.

Como observado pelo Diário do Centro do Mundo, o número de seguidores do ex-jogador só aumentou depois da polêmica. Já são mais de 10 mil de terça (3) para quarta (4).

Acompanhe a polêmica nas redes:

Fotos: Reprodução/Facebook



No artigo

x