Jornalista é ameaçado de morte por ser gay: “Vou descarregar meu 38 em ti”

A ameaça foi feita via e-mail por um homem que disse que sabia todos os horários de Fernando Oliveira, o Fefito, e que odeia “viados” Por Redação...

1629 0

A ameaça foi feita via e-mail por um homem que disse que sabia todos os horários de Fernando Oliveira, o Fefito, e que odeia “viados”

Por Redação

Continua repercutindo nas redes sociais a ameaça feita ao jornalista Fernando Oliveira na última sexta-feira (29). Apresentador do “Estação Plural”, da TV Brasil, e comentarista do “Mulheres”, da TV Gazeta, Fefito, como é conhecido, recebeu um e-mail de um homem que disse odiar “viados”. O jornalista é gay assumido.

“Já anotei todos os seus horários e irei descarregar o meu 38 em ti. Odeio ‘viados’, são promíscuos e um poço de aids”, diz um trecho da mensagem que é assinada por Marcelo Valle Silveira Mello.

Fefito expôs a mensagem pelas redes sociais, desabafou e escancarou a homofobia a que sempre esteve sujeito: “A sensação de ler um ataque tão cruel é de dormência. De querer acreditar que a vida não tá mesmo em risco e vai seguir acontecendo. Que tudo é pegadinha. Mas aí eu lembro que não era pegadinha apanhar no colégio por ser afeminado. Não era pegadinha ter fotos suas espalhadas com “viado” escrito na testa e batom passado na boca. Não era pegadinha acordar com medo de apanhar. Não era pegadinha ter de fugir de gente me perseguindo na rua. Não é pegadinha o Brasil ser o país que mais mata LGBTs em todo mundo”.

Na mesma postagem, o jornalista informou, ainda, que vai “pedir a punição de quem promove o terror”.

O nome do autor do e-mail aparece nas redes sociais relacionado à disseminação e apologia ao ódio. Inúmeros seguidores de Fefito se colocaram à disposição ara localizar o agressor e o auxiliar com um processo na justiça.

 



No artigo

x