Graças aos ataques dos fascistas, São Paulo ganha seu primeiro “Festival da Arte Degenerada”

Músicos, poetas e outros artistas farão performances e apresentações de cunho político como forma de protesto aos recentes ataques à exposições a a liberdade artística organizados por grupelhos de direita. Saiba mais Por Redação...

810 0

Músicos, poetas e outros artistas farão performances e apresentações de cunho político como forma de protesto aos recentes ataques à exposições a a liberdade artística organizados por grupelhos de direita. Saiba mais

Por Redação

O levante direitista contra a arte pode até ter conseguido fechar exposições ou pressionar artistas mas, por outro lado, despertou em uma parcela da população a necessidade de defender a liberdade artística. É nesse cenário repressor à cultura que a cidade de São Paulo ganha o seu primeiro “Festival da Arte Degenerada”, fazendo referência à forma como obras de arte consideradas “polêmicas” foram tratadas na Alemanha nazista de Hitler.

Logo na semana em que a exposição “Queermuseu” em Porto Alegre (RS) foi fechada graças à pressão de grupos de direita, duas editoras lançaram a “semana da arte degenerada”, oferecendo descontos em livros de teor sexual como forma de fazer frente ao levante censor.

Depois de mais ataques, como os desferidos à peça “Jesus Rainha do Céu” ou ainda à performance do Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM), a editora Kazuá,  a Cia. cachorra,  Usina  Da Alegria Planetária e artistas independentes organizaram o “Festival da Arte Degenerada”. Marcado para domingo (8), o festival é mais uma iniciativa em prol da liberdade artística.

“O evento terá início no espaço cultural da Editora Kazuá com apresentação de sarau e depois seguirá como um cortejo pelo Minhocão como um  ato em resistência ao retrocesso que está ocorrendo em nosso país nos últimos tempos. A intervenção ocorrerá no dia que seria o encerramento da exposição Queermuseu”, dizem os organizadores.

Serviço

Festival de Arte Degenerada

Editora Kazuá: Rua Ana Cintra, 26, Santa Cecília, São Paulo

15h

 



No artigo

x