Deputado responsável pela emenda da censura diz que vai recuar

Áureo (SD-RJ) diz que foi mal interpretado e que o projeto precisa ser melhor discutido com a sociedade, mas não nesse momento. Da Redação...

518 0

Áureo (SD-RJ) diz que foi mal interpretado e que o projeto precisa ser melhor discutido com a sociedade, mas não nesse momento.

Da Redação

Depois de causar uma grande revolta nas redes sociais, jornalistas, comunicadores e associações em geral, o deputado Áureo (SD-RJ) não aguentou a pressão e vai recuar da emenda incluída na reforma política que tentava instalar a censura na internet durante o período de campanha e eleições.

Esta decisão teria surgido depois de uma conversa com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, segundo informa o blog de Lauro Jardim, em O Globo. Áureo decidiu ir nesta sexta-feira (6) pedir a Michel Temer que vete o trecho polêmico da reforma.

Agora, Áureo diz que foi mal interpretado e que o projeto precisa ser melhor discutido com a sociedade, mas não nesse momento.

A proposta permitia a qualquer usuário obter a suspensão de conteúdo “de discurso de ódio, disseminação de informações falsas ou ofensa em desfavor de partido ou candidato” sem a necessidade de ordem judicial. Redes sociais como Facebook ou Twitter, se acionados, teriam que derrubar o conteúdo em questão em até 24h com base em uma simples notificação.

O mais preocupante desta emenda e o que causou a grande revolta na internet é que não haveria a necessidade de uma decisão judicial para aplicar a remoção de conteúdo. Ela poderia ocorrer com uma simples denúncia.

Foto: Gustavo Lima/Câmara dos Deputados e Shutterstock



No artigo

x