Dispara a taxa de suicídio entre indígenas

No ano passado, 106 indígenas tiraram a própria vida, aponta relatório. Aumento do número de suicídios coincide com investida na retirada de direitos do governo Temer Por Redação...

2484 0

No ano passado, 106 indígenas tiraram a própria vida, aponta relatório. Aumento do número de suicídios coincide com investida na retirada de direitos do governo Temer

Por Redação

Além das notícias de que Temer entregará territórios indígenas para o agronegócio, outro fato preocupante sobre essa população veio à tona essa semana. Um relatório divulgado pelo Cimi (Conselho Indigenista Missionário) nesta quinta-feira (5) apontou que o número de suicídios entre os indígenas disparou.

De acordo com o relatório anual de violência contra os povos indígenas, o número de índios que tiraram a própria vida aumentou em 18% em 2016, em comparação a 2015. Somente no ano passado 106 índios se mataram, com crescimento expressivo na região do Alto Rio Solimões, que saiu de 13 casos em 2016 para 30 no ano de 2016. A taxa de suicídios entre indígenas já chega a ser maior que em qualquer outro grupo. De acordo com o Ministério da Saúde, no período 2011-2015 foram 15,2 suicídios para cada grupo de 100 mil habitantes, o que representa quase o triplo da taxa registrada entre os não indígenas, de 5,9/100 mil.

O relatório do Cimi apontou ainda que a mortalidade entre crianças indígenas de até cinco anos de idade cresceu 18,5% com relação a 2015.

Para o coordenador regional do Cimi, Roberto Liebgott, o aumento da mortalidade de indígenas está diretamente ligado à uma postura de retirada de direitos do governo Temer. Para ele, o governo Dilma Rousseff foi omisso com os indígenas, mas Temer é ainda pior pois adota uma postura “ofensiva” contra essa população.

“Percebemos que desde a ascensão do novo governo, o Estado deixa de ser omisso e passa a ser um Estado propositivo na ofensiva contra os direitos indígenas. A gente percebe que se monta uma estratégia na perspectiva de desconstruir os direitos que os povos indígenas foram conquistando ao longo desses últimos 30 ou 40 anos”, afirmou.

 



No artigo

x