Após roubar ONG, ladrão deixa bilhete criticando administração tucana: “Droga de cidade”

O caso aconteceu em Itapeva (SP), cidade administrada pelo tucano Luiz Cavani. No bilhete, o ladrão fez críticas à administração municipal: "Num local imenso grande dinheiro investido pra depois ficar assim: largado”

702 0

O caso aconteceu em Itapeva (SP), cidade administrada pelo tucano Luiz Cavani. No bilhete, o ladrão fez críticas à administração municipal: “Num local imenso grande dinheiro investido pra depois ficar assim: largado”

Da Redação*

Logo após furtar o computador do Instituto de Pesquisa e Educação Ambiental Planeta Terra, em Itapeva (SP), um ladrão deixou um recado para a administração tucana. No bilhete, ele faz críticas à administração municipal. “Este foi mais um jeito de roubar o povo itapevense. Num local imenso grande dinheiro investido pra depois ficar assim: largado. Que droga de cidade!”

O local é mantido pela ONG Planeta Terra e pela prefeitura. De acordo com um dos responsáveis pela ONG, Paulo Roberto Saponga, o furto foi descoberto no sábado (14), quando um funcionário foi até o local para alimentar um animal e constatou que a porta da sala estava arrombada.

No interior do imóvel, ele verificou que o computador doado pela Câmara Municipal, com vários arquivos da instituição, havia sido furtado. No lugar havia apenas o bilhete com as críticas.

A suspeita é que o crime tenha acontecido no feriado e que o ladrão tenha pulado um alambrado para entrar no local.

Em um tom de indignação, Paulo relatou em sua rede social o furto do computador. “Senhor vagabundo, o local não está abandonado, está fechado nos feriados e fins de semana por falta de funcionários, e isso não lhe dá o direito de pular alambrado, arrombar a porta do quiosque e roubar o único bem de valor do Instituto Planeta Terra, o nosso computador, que tem todos a documentos, ofícios.”

Resultado de imagem para luiz cavani itapeva

Itapeva é administrada pelo tucano Luiz Cavani. Foto: Prefeitura de Itapeva

O instituto ocupa uma área de quase 40 mil metros quadrados, onde são realizados eventos e palestras ambientais.

No post, o responsável falou que a ONG desenvolve um trabalho com crianças e jovens “para que não sejam iguais a você”, referindo-se ao ladrão. E destacou a “petulância” do criminoso em deixar o bilhete com “lição de moral”: “Esse é o Brasil e seus brasileiros”.

A ONG espera a doação de outro computador para continuar o trabalho na cidade.

O caso foi registrado na delegacia e será investigado pela polícia. Nenhum suspeito foi preso.

Paulo Saponga, responsável pela ONG, critica bilhete deixado por ladrão (Foto: Reprodução/Facebook)

*Com informações do G1 e da TV TEM

Foto: Arquivo Pessoal/Paulo Saponga



No artigo

x