Tortura na escola: Estudantes desmaiam durante atividade do Exército

Você não leu errado: o Exército está promovendo atividades de cunho “cívico” em escolas públicas de Palmas e, em uma delas, obrigou estudantes a ficarem por uma hora e meia sem se mexer diante...

5715 0

Você não leu errado: o Exército está promovendo atividades de cunho “cívico” em escolas públicas de Palmas e, em uma delas, obrigou estudantes a ficarem por uma hora e meia sem se mexer diante de um sol escaldante, o que acabou resultando em 9 desmaios

Por Redação*

Na manhã de sexta feira (20), na Escola Municipal Caroline Campelo, em Palmas (TO), cerca de 20 alunos passaram mal e 9 desmaiaram. O ocorrido foi o resultado de mais de 1 hora e 30 minutos dos alunos “em forma”, em pé, no sol da quadra da escola, sob o comando de militares do Exército, que realizavam uma “solenidade”.

A atividade era a primeira de uma parceria firmada através de um Termo de Cooperação Técnica entre a Prefeitura de Palmas e Associação de Amigos do Batalhão Tocantins (AABTO). A parceria, feita em setembro deste ano, introduz militares em três escolas de horário integral da cidade para, nas palavras do secretário de Educação de Palmas, “trazer para o ambiente da escola o exemplo do civismo”.

Segundo informações divulgadas pela prefeitura, a parceria terá a participação de oficiais da reserva, em conjunto com a direção da escola, para desenvolver atividades pedagógicas como culto aos símbolos nacionais, implantação de projetos e programas culturais, esportivos e musicais.

Na prática, porém, o resultado são crianças e adolescentes desmaiados no ambiente escolar e tendo que honrar uma instituição composta por uma série de apoiadores da ditadura e ex- torturadores.

A atividade está prevista para acontecer 3 vezes por semana e, em sua primeira realização, contou com a presença do Secretário da Educação da capital, Danilo Melo, e representantes do Exército. Mesmo com os desmaios e as dezenas de estudantes passando mal, a atividade não foi interrompida.

*Com informações do G1 e Esquerda Diário

Foto: Divulgação



No artigo

x