Graças ao golpe que apoiou, Globo passa por grave crise e demite vários jornalistas

Jornalista divulga na sua conta do Facebook o comunicado oficial de Frederic Kachar, diretor-geral da Infoglobo. Leia aqui

1554 0

Jornalista divulga na sua conta do Facebook o comunicado oficial de Frederic Kachar, diretor-geral da Infoglobo. Leia aqui

Da Redação

Informações divulgadas pelo jornalista Ricardo Bruno, em sua página no Facebook, dão conta da série de demissões e remanejamentos ocorridos dentro das publicações do grupo Globo. A empresa passa por uma profunda crise econômica, provocada pelo golpe que levou Temer ao poder. Um golpe que a emissora, ironicamente, com o seu apoio, foi determinante para a sua realização.

Veja a mensagem do jornalista:

Como antecipamos ontem aqui, foram anunciadas há pouco mudanças no comando da redação de O Globo. Leiam o comunicado oficial de Frederic Kachar, diretor-geral da Infoglobo. As mudanças visam a integrar as redações das publicações – Globo, Extra, Valor, Época e demais revistas da editora – de modo a reduzir custos diante da crise porque passa a empresa. A Infoglobo, que em 2014 chegou a faturar R$ 1 bilhão, fechou o ano de 2017 com pouco mais de R$ 500 milhões. E se prepara pra fechar 2017, com um faturamento na casa dos R$ 400 milhões. A queda de quase 60% nos resultados da empresa foi traumática e exigiu as mudanças radicais anunciadas há pouco. Outras poderão acontecer. Eis o comunicado de Kachar:

MUDANÇAS NA ESTRUTURA DAS REDAÇÕES INFOGLOBO E ÉPOCA

A partir de janeiro de 2018, as redações da Infoglobo e a redação da Época passarão por algumas mudanças significativas em suas estruturas:

No GLOBO, Ascânio Seleme, diretor de Redação, deixa a empresa no fim de novembro. Até lá, contribuirá na transição para a nova gestão. Depois, passará a atuar como colaborador do Globo, dedicando-se à função de colunista.

Ascânio entrou no Globo em 1988. Somando-se as suas duas passagens pela empresa, completou 27 anos na Infoglobo, tendo aqui construído uma carreira muito bem sucedida. Iniciou em Brasília como repórter de Economia, sendo, depois, repórter de Nacional e coordenador de Assuntos Nacionais da sucursal. Trabalhou também como correspondente em Paris por três anos, de 1996 a 1998. Saiu do jornal por um ano, em 2000, e retornou em 2001, quando veio para o Rio de Janeiro como editor-executivo, respondendo pela produção de notícias e, depois, pelas edições de fim de semana. Ascânio ganhou três prêmios Esso, dois de Reportagem e um de Meio Ambiente, além de outros prêmios nacionais.

Assumiu a direção da Redação do Globo em 2011 e, desde então, liderou projetos imprescindíveis para a evolução do negócio no meio digital, como a mudança no fluxo de trabalho e na estrutura da redação. À frente do jornal, Ascânio sempre prezou pela excelência editorial, atuando com uma equipe de jornalistas e colunistas renomados, coberturas amplas e analíticas e furos de reportagem históricos, características que garantiram o posicionamento do Globo como um dos principais veículos de comunicação do país.

Alan Gripp, editor de Integração, assumirá a direção da Redação do Globo com a principal missão de consolidar o avanço do negócio na atuação multiplataforma, potencializando o desenvolvimento de narrativas e abordagens adequadas às necessidades dos consumidores.

Alan é formado em jornalismo pela UFF e pós-graduado em Políticas Públicas pelo Iuperj. Começou a sua carreira como repórter no Globo. Atuou por um período na Folha de S.Paulo, onde foi editor de Cotidiano e da Primeira Página, entre outras funções. Retornou ao Globo em 2014 como editor de Política. Alan recebeu dois prêmios Esso na categoria principal (Jornalismo) e o prêmio Rey de España, entre outros.

Maria Fernanda Delmas assumirá o cargo de editora de Integração, posição que até então era ocupada por Alan. O seu principal desafio será garantir o melhor funcionamento da Redação integrada, alinhando as práticas e os processos aos objetivos do negócio. Em breve, anunciaremos quem ocupará a posição anterior (editora-executiva) de Delmas.

Na ÉPOCA, a jornalista Daniela Pinheiro assume, a partir de janeiro, a direção da redação, que interinamente estava sob a gestão de Diego Escosteguy, editor-chefe de Época.

Daniela vem da revista Piauí, onde atuou por dez anos. Lá, iniciou como repórter sênior e, mais recentemente, respondia pela operação digital e coordenação de novos projetos da revista. Começou a sua carreira na Folha de S.Paulo, de onde saiu para integrar a primeira equipe de jornalistas de Época. Teve passagens pelo Jornal do Brasil e trabalhou por dez anos na revista Veja, onde atuou como editora. Daniela já teve trabalhos mencionados por veículos como The New York Times, The Guardian, The Economist e The Financial Times. Venceu quatro vezes o Troféu Mulher Imprensa e três vezes o Prêmio Comunique-se como a melhor jornalista de mídia escrita do país.

Diego Escosteguy permanece no cargo atual até o fim do ano, colaborando no processo de integração das redações. No primeiro trimestre de 2018, ele assumirá um novo desafio na redação integrada.

Além dessas mudanças, em 2018, as redações da Infoglobo e a redação da Época passarão a atuar em uma nova configuração, com a estrutura integrada, sob a liderança de um Diretor Editorial, que concentrará a gestão das marcas O Globo, Extra, Expresso e Época. Esta posição será ocupada, a partir de janeiro, pela jornalista Ruth de Aquino, que responderá diretamente a mim.

Com isso, Época muda sua sede para o Rio de Janeiro. São Paulo e Brasília passam a ser as sucursais, numa atuação também integrada das redações de Época, O Globo e Extra. As mudanças visam ao fortalecimento editorial das marcas, enriquecendo a produção do jornalismo de excelência com a união das equipes em um ambiente de colaboração constante.

Ruth é uma profissional com profundo conhecimento no mercado de mídia. Construiu uma carreira consistente, tendo atuado em grandes empresas de comunicação do país, como Jornal do Brasil e Manchete, além da BBC de Londres. No jornal O Dia, foi editora-chefe e diretora de Multimídia e, na Abril, respondeu pela área de Projetos Especiais, além de ter atuado como correspondente em Paris. Em sua passagem pela Editora Globo, ocupou o cargo de redatora-chefe e diretora da sucursal do Rio de Janeiro da revista Época, para onde ainda colabora como colunista. Fez mestrado em “Ética versus Necessidade de Vender” na London School of Economics e presidiu o Fórum Mundial de Editores, da WAN (Associação Mundial de Jornais), em Paris.

Os diretores de Redação, Alan Gripp, Octavio Guedes e Daniela Pinheiro, passam a se reportar à Ruth.

O apoio de todos será fundamental para o sucesso do time editorial na liderança de marcas prestigiadas e na contínua construção de uma empresa cada vez mais inovadora e indispensável neste novo contexto de mercado em que nos encontramos.

Agradeço ao Ascânio pela dedicação e pelas significativas contribuições dadas durante todo o tempo em que esteve na Infoglobo.

Em nome de toda a empresa, dou as boas-vindas à Ruth e à Daniela, desejando a elas muito sucesso nesta nova etapa profissional. Da mesma forma, ao Alan, à Fernanda e ao Diego transmito os meus votos de muitas realizações nos desafios profissionais que assumem agora.

Frederic Kachar
Diretor-geral Infoglobo, Editora Globo e Valor Econômico

 



No artigo

x